Últimas

Aldo diz que revés para McGregor foi como cometa Halley: "A cada 100 anos"

O ex-campeão peso pena do UFC, José Aldo, ainda não conseguiu esquecer a derrota sofrida para Conor McGregor, em 12 de dezembro de 2015, quando perdeu seu cinturão e uma invencibilidade de mais de 10 anos.

Em coletiva de imprensa para divulgar o UFC 200, quando enfrentará Frankie Edgar pelo cinturão interino da organização, José Aldo avaliou o que aconteceu na fatídica derrota, quando acabou nocauteado por Conor em apenas 13 segundos.

“O que aconteceu, acontece de 100 em 100 anos, só acontecerá se o cometa Halley passar de novo. Agora é uma nova luta (contra Frankie Edgar), vamos fazer uma nova história, nós estamos famintos querendo esse cinturão. Vocês não vão se arrepender, vai ser a melhor luta da noite”, projetou o brasileiro.

O brasileiro ainda destacou que segue sentindo-se como o campeão peso pena, já que será apenas uma questão de tempo até recuperar o cinturão que deteve por tanto tempo.

“O próximo passo para ser campeão é vencer o Edgar, sei que estarei mais perto do cinturão e vou vencer o título da categoria. Acho que tinha que ser a revanche (contra Conor McGregor), mas já que colocaram o Edgar, e vou fazer isso.”

Já o norte-americano Frankie Edgar, que vem de cinco vitórias consecutivas, também esperava uma oportunidade pelo cinturão linear da categoria. Em sua opinião, Conor McGregor não voltará a lutar no peso pena, já que tem dificuldade para bater o peso limite de 66 quilos.

“Eu e José pensamos igual. Nós queríamos o titulo, mas o Conor não veio defender. Eu espero vencer este cinturão. É o cinturão de desafiante numero um. Mas acho que Conor nunca voltará para a categoria, então ele se tornará o cinturão linear”, projetou Edgar, que apostou em uma luta diferente contra Aldo.

“Três anos se passaram desde a nossa luta, eu sou diferente, ele é diferente, eu estou vindo melhor agora. Acho que estou no momento de conquistar este cinturão. Eu estou tentando finalizar mais e mais lutas. Estou lutando com caras tops. Esse é o plano, ir lá, parar o Aldo e não ir para os jurados”, avaliou o ex-campeão dos leves.

Miesha Tate e Amanda Nunes trocam provocações

Reprodução/Youtube

Miesha Tate e Amanda Nunes posam para fotos em coletiva de imprensa do UFC 200

Miesha Tate conquistou seu cinturão há pouco tempo, mas já sabe como promover suas lutas para atrair mais interesse do público. Durante a coletiva de imprensa, a norte-americana, que enfrentará Amanda Nunes pelo título do peso galo, ressaltou que irá vencer a brasileira.

“Eu acho que tudo acontece por uma razão. Eu disse para todos que bateria Holly e fiz isso. Eu vou bater Amanda, seguir em frente, e então talvez eu me encontre com Ronda no Madison Square. Tomara que isso aconteça”, projetou Miesha.

No entanto, quem não gostou nada de ouvir a projeção foi Amanda Nunes, que garantiu saber como explorar falhas no jogo da atual campeã para sair com o cinturão no dia 9 de julho, em Las Vegas.

“Você acha que vai me bater, vamos ver. Eu tenho todas as ferramentas para te bater e vou mostrar a todos. Miesha tem muitos buracos em pé e no chão. Eu tenho todas as ferramentas para batê-la e vou mostrar pra vocês. Eu vou tomar meu tempo e vou bater a Miesha em qualquer área. O UFC 200 está chegando”, provocou Amanda.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *