Últimas

Alonso compara carro de F1 a nave espacial e diz que categoria está perdida

  • Clive Mason/Getty Images

O primeiro dia de atividades para o GP do Bahrein serviu para deixar claro que os pilotos estão descontentes com os rumos da Fórmula 1 e estão cansados de serem deixados de lado na tomada de decisões da categoria. Depois de uma carta pública assinada pela associação de pilotos cobrar mudanças no processo decisório, Fernando Alonso afirmou que os dirigentes estão perdidos.

“Amamos tanto este esporte que acho, que nos últimos anos, estivemos indo da direita para a esquerda, sem uma direção clara, e queremos ajudar. Temos que fazer o que os fãs querem, os pilotos, os patrocinadores, que são coisas muito claras que estivemos buscando nos últimos anos.”

O espanhol deu como exemplo às restrições à comunicação via rádio entre pilotos e engenheiros, que entraram em vigor no início desta temporada com o intuito dificultar a vida dos pilotos, limitando as informações a respeito do carro. Para o piloto, contudo, é controverso.

“Essas restrições de rádio parecem muito atraentes para o pessoal de fora, mas é um pouco contraditório quando você tem um carro muito complexo, com uma tecnologia muito complexa, e não consegue ter informação sobre os carros. Não dá para nos dar uma nave espacial e não nos falar nada sobre [os comandos] que estão lá. Essas coisas estão tornando a F-1 um pouco confusa e precisamos ajudar.”

Alonso está fora do GP do Bahrein, segunda etapa do mundial, que terá classificação ao meio-dia do sábado, pelo horário de Brasília, e largada no mesmo horário, no domingo. O espanhol foi vetado pelos médicos após ter sofrido fraturas na costela no acidente sofrido no GP da Austrália.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *