Últimas

Após fuga no Cyridião, PMs recapturam acusado de chacina no Feitosa

Ao todo, 10 detentos conseguiram escapar da unidade na madrugada desta segunda

 

A Secretaria de estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) informou que um dos três presos que foram recapturados após fuga ocorrida na madrugada desta segunda-feira (4), no Presídio Cyridião Durval, é o acusado de envolvimento em uma chacina no Feitosa. Ao todo, 10 detentos conseguiram escapar na madrugada. 

De acordo com a assessoria de comunicação, guarnições da Polícia Militar (PM), da Base Santa Maria, localizaram Samuel Hernesto Silva dos Prazeres, 22 anos; Alisson José dos Santos, 19; e Douglas de Oliveira Macena, 22 anos (acusado de participar de uma chacina no Feitosa). Eles estavam caminhando entre os conjuntos Brasil Novo e Santa Maria, no bairro Cidade Universitária. Um dos fugitivos ainda tentou escapar da abordagem. 

Devido à recaptura, outro processo disciplinar será aberto pela administração da unidade prisional. O Poder Judiciário também será acionado. A assessoria informa que quem tiver alguma informação sobre o paradeiro dos fugitivos pode ligar para o número 181. 

A fuga 

Um grupo de 10 presos fugiu depois de serrar as grades da cela em que estavam e escapar pelos fundos do presídio, em direção ao conjunto Gama Lins, sem que agentes responsáveis pela guarda percebessem a ação.

Fugiram Douglas de Oliveira Macena, Fabrício Santos Cavalcante, Jamerson dos Santos, Naisson da Silva Santos, Maurício Cavalcante da Silva, Alisson José dos Santos, José André de Almeida dos Santos, Max Miller de Oliveira, Samuel Hernesto Silva dos Prazeres e Maxsuel da Silva Soares.

A Seris informou ainda que um processo administrativo interno foi aberto para apurar as responsabilidades e que as autoridades da 16ª Vara Criminal da Capital (de Execuções Penais), do Ministério Público Estadual (MPE) e da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) estão sendo oficializadas para que todos os reeducandos sejam recapturados.

Douglas de Oliveira, um dos fugitivos, é acusado de envolvimento na chacina que vitimou quatro pessoas de uma mesma família no dia 20 de julho de 2014. As vítimas dormiam no momento em que tiveram a casa arrombada e foram atingidas por tiros. 

 

Por Jobison Barros

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *