Últimas

Após mortes, prefeitura planeja fechar ciclovia no Rio em caso de ressaca

Vídeo mostra momento do desabamento de ciclovia no Rio

Um dia depois de duas pessoas morrerem após uma onda atingir e derrubar parte da ciclovia Tim Maia, no Rio, o secretário municipal de Coordenação de Governo, Pedro Paulo Carvalho, disse nesta sexta (22) que a cidade deverá adotar interdições preventivas de ruas e ciclovias em caso de ressaca.

Segundo Pedro Paulo — pré-candidato do PMDB à sucessão de Eduardo Paes nas eleições deste ano — a elaboração do protocolo de interdição foi contratado junto à Coppe/UFRJ, que com o INPH (Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias) realiza perícia independente para detectar o que causou o desabamento da ciclovia na manhã desta quinta (21). O laudo conclusivo deve sair em até 30 dias.

“O que nós contratamos também da Coppe são medidas que a partir deste episódio podem evitar novas tragédias no Rio de Janeiro, por exemplo, você ter uma avaliação mais precisa dos impactos das ondas na cidade, para que se possa dimensionar ou que se possa dimensionar a estrutura existente ali viária, cicloviária, que se possa também se estabelecer novos protocolos de emergência, de aviso, de interrupção de acesso nestes momentos de fenômenos acontecendo na costa”, disse o secretário.

Veja a força das ondas no dia do acidente

 

O risco de uma ressaca atingir a orla do Rio foi detectado ao menos dois dias antes de a onda destruir a ciclovia, segundo informações do CPTEC/Inpe (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). 

A Prefeitura do Rio divulga, por meio do COR (Centro de Operações do Rio), boletins diários em que informa sobre interdições de vias, previsão do tempo e nível das marés, entre outras informações. Os boletins publicados no site do COR na quinta citam a tábua de marés disponibilizada pela Marinha, mas não falam sobre ondas ou ressaca, e não mencionam a ciclovia Tim Maia.

Em nota, a Marinha informa que não emitiu alerta porque “a previsão de ondas na orla da cidade do Rio de Janeiro era de 2 metros”. Segundo o comunicado, a Marinha emite alerta, chamado de “aviso de ressaca”, quando há previsão de altura significativa de ondas superior a 2,5 metros. A Marinha também informou que publica dados sobre as condições do mar duas vezes ao dia via site e aplicativo. “A Prefeitura, como o público em geral, pode obter as informações de condições do mar dessa forma”, diz.

O COR foi questionado pelo UOL na noite de quinta sobre se tinha informações sobre a possibilidade de ressaca no Rio e, com isso, se poderia ter interditado a ciclovia Tim Maia de forma preventiva. Até o momento, o COR não respondeu.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *