Últimas

Apple hasteou bandeira pirata para comemorar 40 anos; saiba por quê

Quem passar em frente à sede da Apple em Cupertino irá se deparar com uma bandeira pirata hasteada ao lado das bandeiras dos Estados Unidos e do estado da Califórnia. A bandeira foi colocada lá para comemorar o aniversário de 40 anos da empresa.

Para entender o significado do símbolo é preciso voltar um pouco no tempo, mais especificamente para janeiro de 1983. De acordo com Andy Hertzfeld, um dos membros da equipe responsável pelo MAC, na época, durante uma reunião, Jobs iniciou seu discurso com três pensamentos:

  1. Verdadeiros artistas fazem
  2. É melhor ser um pirata do que entrar para a marinha
  3. O Mac vai estar em um livro em 1986

A segunda citação, “É melhor ser um pirata do que entrar para a marinha” foi concebida para ajudar a manter a equipe com um senso de independência e rebelião conforme a empresa ia se tornando mais burocrático.

“Steve queria preservar o nosso espírito original, mesmo quando estávamos crescendo e ficando mais parecidos com a Marinha a cada dia”, afirma Hertzfeld.

Com o crescimento, a equipe do Mac passou para projetos mais corporativos. Mas em agosto de 1983, eles tentaram resgatar esse espírito de “piratas”. O engenheiro Steve Capps costurou uma bandeira preta e pediu para a designer Susan Kare, responsável pela criação de elementos da interface do usuário e ícones do OS, para pintar uma caveira com ossos cruzados na frente. Ele usou o logotipo da empresa como tapa-olho da caveira.

Capps, então, subiu no telhado da companhia e içou a bandeira em um mastro improvisado.
A bandeira que está hoje no campus da Apple não é a mesma daquela época, que acabou desaparecendo nos anos seguintes; ela foi recriada por Kare, em 2014, a pedidos de funcionários da empresa.

A companhia também aproveitou o evento de lançamento do iPhone SE para exibir um vídeo dos 40 anos da Apple em 40 segundos. Confira:

[embedded content]

Via Mashable

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *