Últimas

Atuação de gala vira goleada com show de Centurión, e SP encaminha vaga

Atuação de gala. A frase define a exibição do São Paulo na primeira partida das oitavas de final da Libertadores, contra o Toluca, nesta quinta-feira (28). Jogando em um Morumbi lotado, o time de Edgardo Bauza não deu espaços para os mexicanos e deixou a classificação para a próxima fase muito bem encaminhada. Destaque para o criticado Centurión, autor de dois dos quatro gols são-paulinos na vitória por 4 a 0 – Michel Bastos e Thiago Mendes também balançaram as redes.

A partida marcou, também, o renascimento de dois criticados jogadores do elenco: Michel Bastos e Centurión. O primeiro, alvo de protestos da torcida desde que fez gesto de silêncio na comemoração de um gol. Já o segundo, constantemente pressionado após as fracas exibições enquanto era titular.

Com a vitória, o São Paulo abre uma enorme vantagem para o jogo de volta. Para se classificar, o Toluca precisará vencer por cinco gols de diferença no México, na próxima quarta-feira (4). O time do Morumbi estará classificado até se perder por quatro gols, mas balançando as redes ao menos em uma oportunidade.

QUEM PRECISA DE CALLERI?

Ronny Santos/Folhapress

Com a suspensão de Jonathan Calleri, tudo levava a crer que o São Paulo começaria a partida com Alan Kardec no comando do ataque. O acaso, porém, deu chances a um criticado integrante do elenco: Centurión. Por causa de uma indisposição intestinal de Kardec, no entanto, o argentino foi o escolhido para substituir o artilheiro da Libertadores. Improvisado na referência do ataque, Centurión brigou a todo tempo pela bola e balançou as redes aos 45 minutos do primeiro tempo, com um golaço: o argentino recebeu na esquerda, driblou a marcação e acertou o ângulo de Talavera. Na comemoração, uma dancinha para espantar a má fase.

E a atuação de Centurión pedia mais. No segundo tempo, em uma jogada de pura raça, o argentino aproveitou a disputa de Ganso com a defesa no alto e bateu de pé direito para balançar as redes de Talavera.

Apenas chocada com o centurion, o que esse homem fez antes do

 

 

 

 

 

 

 

 

jogo

— bi pinheiro (@bipinheiro7) 29 de abril de 2016

O incrível é que todos os gols do São Paulo foram marcados por jogadores criticados. E quem diria o Centurión, hein? Noite da redenção.

— Guilherme Coimbra (@guicoimbra) 29 de abril de 2016

PRIMEIRO TEMPO TEM MASSACRE NAS FINALIZAÇÕES

Eduardo Knapp/Folhapress

Classificado apenas na última rodada da fase de grupos, o São Paulo iniciou as oitavas de final determinado a deixar as dificuldades para trás. Com muita intensidade e pressionando o Toluca desde o primeiro minuto, o time do Morumbi fez os primeiros 45 minutos praticamente um ataque contra defesa. Ao todo, o São Paulo finalizou 12 vezes, fazendo dois gols. Já o Toluca não chutou nenhuma vez ao gol – em sua melhor oportunidade, Velasco cobrou escanteio e acertou o travessão de Renan Ribeiro.

DO SILÊNCIO À EXPLOSÃO

Ronny Santos/Folhapress

Se um dia Michel Bastos pediu silêncio à torcida do SP, nesta quinta-feira fez o Morumbi explodir no grito de gol que abriu o placar contra o Toluca. Vibrou intensamente, bateu no braço, correu para o meio do campo e terminou a celebração sobre o escudo do clube no Morumbi. Foi ovacionado pela torcida. “Muita gente sabe o quanto eu estava esperando esse gol”, afirmou ao “FOX Sports” no intervalo da partida.

Durante os primeiros 45 minutos, Bastos foi o melhor jogador do São Paulo em campo. Com muita movimentação, criou diversas chances, como aos 10 minutos, quando recebeu de Ganso e soltou a bomba para a defesa de Talavera.

MAIS DOIS GOLS E DUELO PRATICAMENTE DEFINIDO

Eduardo Knapp/Folhapress

Depois de um primeiro tempo massacrante, o São Paulo voltou em um ritmo mais cadenciado para a segunda etapa, mas o suficiente para praticamente liquidar a disputa com o Toluca. Antes do já citado segundo gol de Centurión, o quarto da partida, Thiago Mendes já havia feito o torcedor explodir de alegria. Aos 7 minutos, o volante tabelou com Ganso e bateu no canto de Talavera para balançar as redes.

Para piorar ainda mais a situação do Toluca, Ernesto Vega deu uma forte entrada em Rodrigo Caio e viu o cartão vermelho, aos 43 minutos do segundo tempo.

SUBSTITUTO DE DENIS MAL CONSEGUE MOSTRAR SERVIÇO

REUTERS/Paulo Whitaker

Escalado por causa da suspensão de Denis, Renan Ribeiro nem sequer teve a chance de colocar uma dúvida na cabeça do técnico Edgardo Bauza. Com uma apagada atuação do Toluca, o goleiro não recebeu nenhum chute perigoso em seu gol. O único momento de tensão foi no escanteio cobrado por Velasco, que foi direto no travessão de Renan, mas não o suficiente para dar trabalho ao goleiro. 

RECORDE DE PÚBLICO

Ronny Santos/Folhapress

Assim como aconteceu na partida contra o River Plate, a torcida do São Paulo quebrou o recorde de público no futebol brasileiro na temporada. Nesta quinta-feira, 53.241 pessoas pessoas estiveram presentes no estádio do Morumbi. O número supera os 51.342 torcedores que acompanharam a vitória sobre o time argentino.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *