Azerbaijão afirma ter retomado vários pontos estratégicos em Nagorno Karabakh

Baku, 2 abr (EFE).- O Azerbaijão afirmou neste sábado ter retomado vários pontos estratégicos no enclave de Nagorno Karabakh durante os sangrentos combates que ocorreram nesta madrugada com as tropas armênias.

Unidades militares azerbaijanas supostamente controlam a cidade de Seisulan e duas colinas, onde estariam fortificando suas posições em previsão de uma contra-ofensiva armênia, segundo informou o Ministério da Defesa azerbaijano em comunicado.

“Durante os combates foram destruídos seis tanques armênios, 15 peças de artilharia e várias fortificações. Além disso, foram liquidados mais de cem soldados inimigos”, afirma a nota oficial.

O boletim reconhece que 12 soldados azerbaijanos morreram nos enfrentamentos, considerados os mais sangrentos desde a entrada em vigor do cessar-fogo em 1994, que pôs fim a uma guerra entre azerbaijanos e armênios que deixou cerca de 25 mil mortos.

O Azerbaijão também apontou que um helicóptero foi abatido e um tanque explodiu ao passar por uma mina.

“O Ministério da Defesa assegura que os ataques da parte azerbaijana contra as posições armênias serão ainda mais destrutivos se a Armênia não respeitar o acordo sobre cessar-fogo”, acrescenta a nota militar.

O Azerbaijão assegura que foi obrigado a lançar hoje uma contra-ofensiva depois dos ataques armênios com artilharia, morteiros e lança-granadas contra várias localidades fronteiriças, onde teriam morrido civis.

Por outro lado, segundo a parte armênia, as hostilidades foram iniciadas pelo Exército azerbaijano, que teria lançado uma ofensiva geral com aviões e tanques para “romper as linhas inimigas” em Nagorno Karabakh, cuja soberania enfrenta a ambos países desde 1988.

Ao repelir esse ataque azerbaijano, as tropas armênias e de armênios carabaques teriam deixado várias baixas do lado inimigo, entre as quais figurariam um número indeterminado de soldados e vários helicópteros, tanques e drones.

“Os combates continuam”, informaram ambos os grupos.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *