Base que elegeu Dilma é responsável por metade dos votos pró-impeachment

O avanço do processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) foi aprovado neste domingo (17) por 367 deputados. Mais da metade deles (184) são filiados a partidos que ajudaram a reeleger a presidente há um ano e meio.

A coligação que reelegeu Dilma Rousseff à Presidência era composta por nove partidos: PT, PMDB, PSD, PP, PR, PROS, PDT, PCdoB e PRB. Juntas, essas siglas tinham 306 dos 513 deputados inscritos para votar neste domingo.

De todos esses deputados, contudo, apenas 40% (122 congressistas) mantiveram-se fiel à presidente Dilma e votaram contra seu afastamento. Os outros 60%, que antes faziam parte da base de apoio ao governo, votaram pelo impeachment de Dilma.

O PMDB, por exemplo, tinha 67 deputados inscritos para votar neste domingo. Desses, 59 votaram pelo prosseguimento do processo de afastamento da presidente. Entre eles, estavam o próprio presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o ex-ministro Mauro Lopes (PMDB-MG), que até a semana passada respondia pela Secretaria da Aviação Civil.

Do PMDB, só sete deputados votaram pelo arquivamento do impeachment. Um deputado da sigla, Aníbal Gomes (PMDB-CE), se absteve na votação.

Infiéis entre antigos aliados

O PP, o PR e o PSD, que também integravam o governo no início da semana passada, votaram em maioria para que o pedido de afastamento de Dilma siga ao Senado Federal. Só o PP, por exemplo, deu 38 votos a favor do impeachment, quatro contra e quatro abstenções.

No PSD, foram 27 votos pelo impeachment e oito contrários. Já no PR, foram dez votos contra o impeachment contra 26 favoráveis. Um deles veio do deputado Tiririca (PR-SP), que manteve suspense sobre seu posicionamento até ao momento do voto –que, aliás, foi festejado na Câmara dos Deputados.

O apoio pelo impeachment ainda foi unânime no PRB, antigo aliado do governo. Os 22 deputados do partido votaram para que o pedido de afastamento avance.

Apoio da oposição

Os seis deputados do PSOL, partido faz oposição declarada ao governo no Congresso, votaram todos contra o impeachment.

Dentre os partidos que se uniram para reeleger Dilma em 2014, só dois votaram unidos contra o afastamento da presidente: PT e PCdoB. As duas siglas foram responsáveis por mais da metade dos 137 votos contra o impeachment registrados neste domingo. Do PT, votaram 60 deputados. Outros dez votos vieram de parlamentares do PCdoB.

Confira a votação dos partidos que foram base de Dilma:

306 deputados votaram
184 foram favoráveis ao impeachment
113 foram contrários
7 preferiram se abster na votação
2 estiveram ausentes

PT
Não – 60
Sim – 0

PMDB
Não – 7
Sim – 59
Ausente – 1

PP
Não – 4
Sim – 38
Abstenção – 3

PSD
Não – 8
Sim – 29

PR
Não – 10
Sim – 26
Abstenção – 3
Ausente – 1

PDT
Não – 12
Sim – 6
Abstenção – 1

PROS
Não – 2
Sim – 4

PRB
Não – 0
Sim – 22

PCdoB
Não – 10
Sim – 0

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *