Últimas

Brita Brazil diz que recebeu carta psicografada do filho Rian

  • Reprodução/Facebook/brita.brazil

    Músico, Rian acompanhava o trabalha da mãe Brita Brazil

    Músico, Rian acompanhava o trabalha da mãe Brita Brazil

Brita Brazil compartilhou nesta segunda-feira (4) com seus amigos e seguidores no Facebook uma carta psicografada atribuída ao filho, Rian Brito, morto aos 25 anos, em fevereiro deste ano. 

Na publicação, a atriz conta que teve conhecimento sobre o trabalho do médium Fernando Ben, do Rio de Janeiro, e decidiu procurá-lo no grupo espírita no último domingo, quando recebeu a mensagem, Rian, filho do seu casamento com o ator Nizo Neto.

Brita diz que ficou emocionada ao ser chamada pelo médium e logo no início da leitura, aparece a sua identificação: “Minha mãe Márcia, de CPF 237…, e de telefone (21) 99… Sou o seu filho vivo, perplexo pela nova realidade, mas feliz por constatar que muito do que já pensava é real.

Na carta, Rian diz que está bem e também encoraja a mãe a continuar na luta pela conscientização sobre o uso da Ayahuasca, mas não dá detalhes sobre as circunstâncias de sua morte. “Mãe, continue sua luta sem medo. Pois a discussão tem feito muitas pessoas pensarem, mas também não se iluda, mãe amada, toda proibição estimula.

Rian Brito, neto de Chico Anysio, desapareceu no dia 23 de fevereiro após sair de um shopping em São Conrado, Zona Sul do Rio. Seu corpo foi encontrado em Quissamã  dez dias depois. Após a morte do rapaz, Brita responsabilizou o centro de estudos xamânicos Porta do Sol pelo episódio,já que Rian teve contato com a Ayahuasca e ficou mais introspectivo e isolado.

O músico manda lembranças a Nizo Neto, à madrasta e às irmãs e pede perdão ao pai pelo sofrimento que causou. “Pai, sinta meu abraço de gratidão. E me perdoe se te fiz sofrer em algum momento.

Leia a carta na íntegra:

“Minha mãe Márcia, de CPF 237…, e de telefone (21) 99… Sou o seu filho vivo, perplexo pela nova realidade, mas feliz por constatar que muito do que já pensava é real. Mãe, continue sua luta sem medo. Pois a discussão tem feito muitas pessoas pensarem, mas também não se iluda, mãe amada, toda proibição estimula.

Peço que continue, aprimore e transceda nesta proposta de conscientização. Mas sempre lembrando que ao pedir para proibir, se aceito esse pedido, muitos vão usar a Ayahuasca, pelo próprio fato de ser proibido.

Sobre as calúnias, desconsidere. Você sabe como sou e tudo que fazia e pensava. Não ligue para os caluniadores, ligue para o que eu sinto por você.

Dê meu abraço no meu pai, na Tatiana, na Sophia, na Isabela. Fala para a Ramona que o Roberto está bem.

A todos que oram por mim, eu agradeço, sinceramente. Mas estou muito bem.

Hoje não vim esclarecer detalhes, mas vim abraçar a minha mãe que tanto me ensinou e me ajudou, em tantas horas. Pai, sinta meu abraço de gratidão. E me perdoe se te fiz sofrer em algum momento.

Deixo minha gratidão e certeza que todos entenderão no tempo certo, que não precisamos de elementos externos para sentirmos nosso eu-maior. Mas sim, meditando, orando e transformando nossas escolhas.

Obrigado, e até logo! Rian Brito.

Obs. Comigo hoje está meu avô!”

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *