Últimas

Capcom cedeu Akuma de graça para "Tekken 7"

Nos últimos anos, as franquias “Street Fighter” e “Tekken” tem ficado cada vez mais próximas, começando com o jogo de luta “Street Fighter X Tekken”, de 2012.

Agora, um dos personagens mais infames da série de luta da Capcom, o vilão Akuma, marcará presença em “Tekken 7”, sendo não só um personagem bônus, como parte integral da narrativa do game.

Não só isso, surpreendentemente o personagem foi cedido de graça para a Bandai Namco, segundo o irreverente produtor de “Tekken”, Katsuhiro Harada.

“Muitos acreditam que pagamos pelo Akuma, mas não”, explicou em uma entrevista coletiva por meio de seu tradutor, o designer Michael Murray.

“Nós temos um acordo interessante, pois temos uma série de patentes relacionadas ao ‘modo treino’ que vários jogos de luta gostariam de usar, mas não podem”, continuou. “Então permitimos a Capcom a usar estas patentes em troca pelo Akuma”.

Harada e Murray também revelaram que, embora exista uma amizade com o produtor de “Street Fighter”, Yoshinori Ono, estas negociações são um pouco mais complexas.

“Muitos acham que pela Capcom ser uma companhia japonesa, é fácil conversar com ela, mas na verdade quem tem os direitos de ‘Street Fighter’ é a Capcom USA”, disse Murray. “Então mesmo que Harada-san e Ono-san conversem e digam ‘vamos fazer isso!’, você ainda tem falar com a divisão americana para acertar tudo”.

Engenharia Reversa

Em entrevista com UOL Jogos, Harada descreveu um pouco mais do processo de adaptação da jogabilidade de Akuma da visão 2D de “Street Fighter” para o mundo tridimensional de “Tekken”.

“Foi quase como uma engenharia reversa de ‘Street Fighter'”, explicou. “Não recebemos ou utilizamos qualquer modelo ou dados de animação da Capcom, portanto tudo do personagem foi criado do zero pela nossa equipe”.

“Para animação de jogos de luta 3D, a movimentação do centro de equilíbrio é extremamente importante, e precisa parecer com a de um ser humano de verdade” continuou. “Um jogo de luta 2D, porém, dá foco no impacto de quadros-chave para a animação do personagem”.

No fim das contas, a equipe de “Tekken” conseguiu simular este foco ao “congelar” a animação momentaneamente enquanto Akuma atinge seus oponentes.

Harada também indica que o objetivo principal era de adaptar com maior fidelidade possível o estilo de luta visto em ‘Street Fighter’, para que jogadores da franquia “pudessem usar o personagem de forma com que os controles fossem naturais para eles, e que pudessem usar as habilidades adquiridas naquele game”.

Tekken X Street Fighter

Durante a entrevista, Harada também foi perguntado sobre a quantas anda o jogo “Tekken X Street Fighter”, que utilizaria as mecânicas da série de luta 3D da mesma forma que “Street Fighter X Tekken” adotou o estilo 2D.

“É complicado, porque o jogo está em desenvolvimento, mas há uma série de fatores a se considerar”, disse.

Para o produtor, mais do que o desenvolvimento do jogo, há uma série de questões envolvendo qual seria o melhor momento para lançar o jogo.

“‘Street Fighter V’ acabou de sair, então os fãs estão focados nele, e ‘Tekken 7’ foi lançado para arcades e estamos trabalhando para consoles, então o público de ‘Tekken’ está focado nele, então é difícil encontrar o momento para lançar o game”, comentou.

“Por exemplo, com ‘Street Fighter X Tekken’, tanto nós como a Capcom esperávamos uma espécie de meio termo onde fãs das duas franquias poderiam se divertir”, continuou Harada. “Mas o que aconteceu foi algo inesperado: os caras de ‘Street Fighter’ continuaram a jogar ‘Street Fighter’, e os caras de ‘Tekken’ continuaram com ‘Tekken’, e uma nova comunidade que gostava de ‘Street Fighter X Tekken’ surgiu do nada”.

Sendo assim, a ideia da Bandai Namco – e provavelmente da Capcom – é  de”não fragmentar” estes três grupos ainda mais.

“Por isso, sem maiores informações”.

“Tekken 7: Fated Retribution” ainda não tem data de lançamento, e será lançado para PS4.

*O jornalista viajou à convite da Bandai Namco

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *