Últimas

CEO da Microsoft explica por que a empresa ainda aposta no Windows Phone

Mesmo os fãs mais fervorosos sabem: o Windows Phone (ou Windows 10 Mobile, se preferir), não vai bem das pernas. Por mais que o sistema tenha seus pontos fortes, nem mesmo a Microsoft tem demonstrado confiança em sua plataforma móvel, mal citando-o em sua principal conferência com desenvolvedores no ano. Mas isso não quer dizer que a empresa desistiu.

Em entrevista dada ao Business Insider, Satya Nadella deu uma resposta surpreendente, que mostra que, sim, a empresa ainda tem planos de longo prazo para o sistema móvel, e a estratégia envolve o Continuum, o recurso que permite que o celular possa ser conectado a um monitor para ser usado como PC. O atual CEO da Microsoft diz que a virada pode estar a apenas três anos de distância.

Com base em que ele projeta estes três anos? Nos resultados obtidos com o Surface. O “tablet que pode substituir seu PC” foi um fracasso em seu primeiro ano, mas cresceu nos anos seguintes, e chegou a criar uma categoria de clones. Atualmente, praticamente todos os grandes fabricantes de computadores e tablets têm um produto similar; até a Apple seguiu a tendência com o iPad Pro.

“Assim como com o Surface nós fomos capazes de criar uma categoria. Há três anos, a maioria das pessoas diria ‘o que é um dois-em-um?’ e agora até a Apple tem um dois-em-um. Então, em três anos, eu espero que as pessoas olhem e digam ‘oh, wow, é verdade, isso é um telefone que também pode ser um PC’”, afirmou ele.

Ele acredita que a proposta pode ser especialmente vantajosa em mercados emergentes como a Índia (e talvez o Brasil, por que não?), onde o celular se torna o principal dispositivo computacional de uma pessoa mais pobre. O problema é que atualmente os únicos smartphones com capacidade para o Continuum são os tops de linha, que são bastante caros. 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *