Últimas

CEO do Tinder descreve as fotos que fazem mais sucesso no app

Durante uma conferência da Advertising Weeek Europe em Londres ontem, o CEO do Tinder, Sean Rad, revelou alguns dados interessantes sobre as fotos que fazem mais sucesso na plataforma. Como o aplicativo já realizou mais de 11 bilhões de combinações, os dados são retirados de uma amostragem bastante significativa.

“Os dados mostram o seguinte: quando a sua foto expressa alguma coisa sobre os seus interesses – como um esquiador esquiando – ou algo sobre sua personalidade, você se sai melhor”, disse o CEO. “Você se sai melhor no sentido de que você consegue mais combinações. Sempre digo às pessoas para serem elas mesmas”, completou.

Por outro lado, Rad afirma que fotos posadas, exageradas ou com aspecto excessivamente forjado sejam as que têm menos sucesso no aplicativo. Ele também não recomenda fotos que mostrem apenas o rosto do usuário, ou imagens nas quais o usuário aparece em meio a um grupo de amigos (pois pode ser difícil determinar qual das pessoas é o usuários). “Fotos que mostram não só a sua aparência mas o ambiente onde você vive, e os seus interesses – elas funcionam”, disse o CEO.

Ajudinha do algoritmo

Rad ainda revelou que o algoritmo do aplicativo dá “uma forcinha” a usuários menos populares. Segundo ele, cerca de 89% das pessoas que usam o Tinder conseguem “encontrar combinações e criar conexões significativas apenas com o uso normal”. Quando o app detecta que a pessoa se encaixa nos outros 11%, porém, ele passa a mostrar o perfil da pessoa para alguns dos usuários mais populares do aplicativo, com a intenção de aumentar as chances de que ela consiga uma combinação.

Ainda de acordo com o CEO, a avaliação da qualidade do aplicativo depende da capacidade dele de fazer pessoas se conhecerem fora do mundo virtual. “O sucesso é definido, no final das contas, por quanta interação no mundo real nós conseguimos criar”, disse.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *