Últimas

Ciro Gomes faz vídeo oferecendo "solução" para o Brasil

Em tom de campanha, Ciro Gomes publicou neste domingo (24) em sua página oficial no Facebook um vídeo no qual traça um “projeto para o Brasil”. No plano, escolhe três eixos para trabalhar: recuperar as contas públicas, estimular o empreendorismo juntamente com a universidade e o principal: investir em gente, priorizando a educação e a saúde, que diz serem itens inadiáveis.

Além disso, aproveita para criticar a volta da inflação, promete debater com a sociedade as propostas de desenvolvimento e critica o governo atual de estar “tratando a doença com veneno em vez de compreender que doença é essa para escolher um remédio correto”. Além disso, diz ser tarefa impossível com essa politicagem de Brasília.

“Essa crise terrível que se abate sobre a sociedade brasileira tem a ver com um conjunto de variáveis sociais, econômicas e políticas, mas, com clareza, o que aconteceu nos últimos tempos pode ser resumido num dado: tudo que o Brasil vende pra o estrangeiro despencou de preço e tudo que o Brasil consome do estrangeiro, e que não é pouca coisa, nossos eletroeletrônicos, o pão que deriva do trigo, o diesel que tá no preço da passagem de ônibus… enfim… tudo subiu muito de preço. Isso trouxe uma notícia de volta, que é uma carestia, que é como se a gente tivesse tratando uma doença com veneno, que é o maior juro do planeta.”

Ciro Gomes atualmente é o presidente da Transnordestina Logística S.A (TLSA), agente privado responsável pela concessão da malha ferroviária do Nordeste. Entre os projetos sob sua responsabilidade, está a implantação da Ferrovia Transnordestina, que há dez anos está em obras e tem apenas 55% concluída. Atualmente, apenas o Ceará possui canteiros em atividades na obra, o que gera queixas de que o projeto de importância econômica regional tem se tornado agente político.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *