Últimas

Com mais de 15 mil sócias, Palmeiras mostra força das mulheres no futebol

Os torcedores que circulam nos arredores e arquibancadas do Allianz Parque em dias de jogos não têm dúvida: a torcida feminina do Palmeiras interage muito com o clube do coração, já que não medem esforços para acompanhar e ajudar o time. Prova disso é que o Avanti, programa de sócios-torcedores do Palmeiras, superou a marca de 16 mil mulheres associadas.

Ao todo, o Verdão atualmente conta com quase 127 mil sócios-torcedores e ocupa o segundo lugar do Torcedômetro, ranking nacional do Movimento por um Futebol Melhor.

Durante o último ano, 65% das arquibancadas do Allianz Parque foram ocupadas por membros do programa. Durante a Copa do Brasil, competição conquistada pela equipe alviverde, a média foi de 73,7%. O auge ocorreu na grande final, contra o Santos, em 2 de dezembro, quando 100% da carga de ingressos (aproximadamente 34 mil) foi vendida aos sócios-torcedores. E representantes do sexo feminino podiam ser facilmente encontradas no estádio.

– Eu quase fui reprovada na faculdade porque queria ir aos jogos. O professor me chamou para conversar e disse que eu estava com muitas faltas. Expliquei a situação, disse que era por causa do meu time, e consegui fazê-lo tirar algumas. Para mim, não importa a partida. O essencial é que seja Palmeiras – afirmou Gabriela Aversan, de 21 anos, membro do Plano Ouro.

De olho nesses números, o Clube de Vantagens Avanti fechou acordo com três empresas da indústria de cosméticos: Sephora, O Boticário (loja virtual) e The Beauty Box. Além disso, também firmou acerto com a Morena Rosa (roupas) e Hope (lingeries). Todas as parcerias rendem um ponto no Clube de Vantagens a cada R$ 1 gasto em produtos. Fato é que futebol não é mais coisa para homem, o que dá um toque ainda mais especial aos dias de jogos.

Além disso, como todos os sócios dos 69 clubes do Movimento por um Futebol Melhor, podem aproveitar descontos em Ambev (Brahma), Unilever, Sky, Pepsico, Premiere, Centauro.com.br, Rede de Hotéis Arco, Méliuz e Bic.

– Eu vou ao Allianz Parque porque gosto, mesmo que, às vezes, tenha que ir sozinha. Entre assistir ao jogo do estádio ou assistir de casa, prefiro ir ao Palestra. Minha família até brinca, porque costumo faltar em alguns aniversários para ver o Palmeiras. Gosto de ir a todas as partidas, mas não faço o perfil de corneta – encerrou Natália Paskevicius, de 25 anos, também associado do Plano Ouro.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *