Compesa prevê fim do rodízio de água em Caruaru nos próximos meses

Obra deverá ser feita em até oito meses. Vista de Caruaru. Foto: Compesa/Divulgação
Obra deverá ser feita em até oito meses. Vista de Caruaru. Foto: Compesa/Divulgação

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) adiantou nesta sexta-feira que a cidade de Caruaru, no Agreste, está muito perto de receber um reforço no seu abastecimento de água. O Sistema Pirangi, que vai captar água no rio de mesmo nome, em Catende, na Mata Sul, para incrementar o Sistema do Prata, está na etapa final do seu processo de licitação. No próximo dia 26, será conhecida a empresa vencedora do certame.

A expectativa da Compesa é que, a partir da ordem de serviço, todo o sistema fique pronto em, aproximadamente, oito meses. A obra será financiada pelo Banco Mundial, que já garantiu os recursos.

Com o reforço, haverá o aumento da oferta de água para Caruaru, Agrestina, Altinho, Ibirajuba e Cachoeirinha, além de distritos da região. O incremento será de 300 litros por segundo para Caruaru, o que possibilitará a saída do rodízio e a segurança do manancial do Prata.

Sistema Pirangi

Devará ter uma adutora de quase 27 quilômetros de extensão e duas estações elevatórias para vazões de 300 a 500 litros por segundo. A água irá para a Estação Elevatória do Prata, diretamente para o poço de sucção. A chegada dessa água vai “poupar” a exploração da Barragem do Prata, uma vez que será preciso retirar menos água do reservatório.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *