Contra o Oeste, São Paulo desperdiça o quinto pênalti na temporada

Assim como na partida contra o Linense no meio de semana, o São Paulo perdeu mais um pênalti na temporada. O erro desta vez aconteceu diante do Oeste, na vitória por 2 a 1 deste sábado. Das seis cobranças que o time teve a seu favor em 2016, cinco foram desperdiçadas.

Michel Bastos teve três oportunidades e acertou apenas uma, a única convertida pelos são-paulinos neste ano. Isso aconteceu no dia 24 de fevereiro, na vitória por 2 a 0 sobre o Novorizontino, no Pacaembu. Os outros três pênaltis foram perdidos pelo atacante Calleri, pelo meia Ganso e pelo zagueiro Maicon, responsável pela cobrança diante do Oeste.

“Eu falei para o Ganso que queria bater”, afirmou Maicon após o jogo, explicando por que foi ele quem cobrou, e não o meia. “Infelizmente eu não converti, mas vou bater o próximo se eu tiver oportunidade. Assumo meu erro, sou forte o suficiente para reconhecer isso e espero poder converter o próximo”, completou.

Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Edgardo Bauza contemporizou a questão de quem deveria bater o pênalti e preferiu focar o péssimo aproveitamento do São Paulo da marca da cal na temporada.

“Já é história. Os dois estavam designados. Eles conversaram, e um deles bateu. A única verdade é que erramos cinco pênaltis”, disse Bauza, referindo-se às seis penalidades que o São Paulo teve no ano.

As seis cobranças de pênalti do São Paulo no ano foram as seguintes:

10/2 – São Paulo 1 x 0 César Vallejo (PER) – Michel Bastos perdeu

24/2 – São Paulo 2 x 0 Novorizontino – Michel Bastos voltou a cobrar e dessa vez marcou

5/3 – São Paulo 1 x 3 São Bernardo – Calleri chamou a responsabilidade e acabou desperdiçando a cobrança

16/3 – Trujillanos (VEN) 1 x 1 São Paulo – Ganso assumiu a condição de batedor e não conseguiu converter

30/3 – Linense 1 x 1 São Paulo – Michel Bastos voltou a cobrar e perdeu 

2/4 – São Paulo 2 x 1 Oeste – Maicon pegou a bola para bater o pênalti, mas não fez o gol

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *