Últimas

Coreia do Norte lança míssil balístico de submarino, diz Seul

(Atualiza com novos dados).

Seul, 23 abr (EFE).- A Coreia do Norte lançou neste sábado ao Mar do Leste (Mar do Japão) um míssil balístico a partir de um submarino, informou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul, que qualificou de fracassada esta nova prova demonstração armamentista devido ao curto percurso do foguete.

O lançamento aconteceu às 18h30 (horário local, 6h30 em Brasília), de acordo com o Ministério, que acrescentou que o Exército da Coreia do Sul se mantém em estado de “máxima preparação” perante os movimentos de seu vizinho do norte. Segundo o governo sul-coreano, a arma era um míssil balístico disparado de um submarino (Submarine-Launched Ballistic Missile, SLBM), e constituiria a segunda prova de voo realizada com este tipo de projétil, após outra tentativa fracassada que aconteceu em 25 de dezembro.

O míssil foi aparentemente lançado de um submarino Sinpo e depois voou propulsado com seu próprio motor, mas só percorreu 30 quilômetros, muito abaixo da categoria mínima de 300 quilômetros dos mísseis de tipo SLBM, segundo o Ministério sul-coreano.

No mês passado, o site “Free Beacon” afirmou que a Coreia do Norte tinha realizado um teste em terra com um SLBM a partir do estaleiro de Sinpo (nordeste do país), embora nem o Pentágono nem Washington tenham confirmado esta informação.

O governo em Pyongyang, por sua vez, afirmou em maio do ano passado que tinha testado um SLBM, mas não está claro se este e posteriores lançamentos reivindicados pelo regime – o último deles anunciado pelo canal “Korean Central Television” em janeiro – tiveram sucesso e foram realmente executados de submarinos.

Esta nova exibição de poderio militar de Pyongyang acontece depois que o país realizou seu quarto teste nuclear em janeiro e um novo teste de mísseis de longo alcance no mês seguinte, o que desembocou na imposição de novas e mais duras sanções por parte do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Se a Coreia do Norte conseguir desenvolver a tecnologia necessária para lançar mísseis de submarinos plenamente operacionais, se trataria de um enorme salto armamentístico, segundo especialistas internacionais. A natureza móvel dos SLBM ampliaria enormemente o alcance de seu arsenal balístico e tornaria muito mais difícil detectar seus lançamentos. De qualquer forma, os especialistas consideram que a Coreia do Norte poderia colocar em operação seu sistema de SLBM em um período de entre três a quatro anos.

Além disso, Seul alertou sobre uma recente intensificação da atividade nas instalações nucleares norte-coreanas de Punggye-ri, na região nordeste do país, o que poderia apontar a que Pyongyang prepara seu quinto teste atômico para maio, coincidindo com a realização do VII Congresso do Partido dos Trabalhadores.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *