Últimas

Corpo do cantor Prince é cremado em cerimônia privada

Após o anúncio de sua morte, muitos artistas e fãs homenagearam o artista. AFP / Mark Ralston
Após o anúncio de sua morte, muitos artistas e fãs homenagearam o artista. AFP / Mark Ralston

O corpo do ícone do pop Prince foi cremado no sábado em uma cerimônia privada dois dias após sua morte, que deixou o mundo em estado de choque, enquanto é preparado um ato público em sua homenagem. O autor de Purple Rain, um dos mais aclamados e originais artistas de sua geração, será homenageado em um show que terá os detalhes anunciados nos próximos dias.

“Há poucas horas, Prince foi homenageado por um pequeno grupo de pessoas mais próximas: familiares, amigos e seus músicos, em uma pequena cerimônia privada para dar um adeus carinhoso,” informou a porta-voz do artista, Anna Meacham, em comunicado. “O corpo de Prince foi cremado e seu destino final permanecerá sendo reservado”, afirmou Meacham.

Confirmando o que havia sido anunciado pelas autoridades, a porta-voz informou que serão necessárias pelo menos quatro semanas para conhecer os resultados da necropsia, que deve estabelecer a causada morte de Prince.

A lenda do pop, conhecido por sua ampla produção musical, morreu repentinamente na quinta-feira, aos 57 anos, em sua residência de Paisley Park, nas proximidades de Minneapolis, sua cidade natal. Prince havia sido hospitalizado uma semana antes ao reclamar de sintomas similares ao de uma gripe. O avião particular do artista teve que fazer um pouso de emergência quando retornava de Atlanta, onde ele fez seus últimos shows oficiais.

As autoridades pretendem realizar nos próximos dias uma operação de busca em Paisley Park – que abrigava o estúdio de gravação do artista -, mas já adiantaram que será uma inspeção de rotina, pois até o momento não há nada considerado suspeito na morte. “Não há motivo para pensar que Prince cometeu suicídio”, afirmo de modo taxativo o xerife do condado de Carver, Jim Olson, na sexta-feira. O policial também disse que não foram encontrados sinais óbvios de traumatismo no corpo do artista.

O site de notícias de celebridades TMZ informou que a hospitalização de Prince após o pouso de emergência de 15 de abril poderia ter sido provocada por overdose de analgésicos com opiáceos. Prince era famoso por suas apresentações de vários horas, que muitas vezes terminavam apenas ao amanhecer. Também se sabia que há vários anos passou por uma cirurgia nos quadris e que na infância sofreu episódios de epilepsia.

Apesar das excentricidades, Prince era considerado um gênio e um dos grandes músicos de sua geração, criando uma estilo único. Após o anúncio de sua morte, muitos artistas e fãs homenagearam o artista. Prince virou um protagonista do Festival Coachella, um dos maiores do mundo e que acontece neste fim de semana no deserto da Califórnia, onde alguns artistas fizeram covers de suas músicas.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *