Corte Constitucional confirma reeleição de presidente do Congo

A Corte Constitucional da República do Congo validou, nesta segunda-feira, a vitória do presidente Denis Sassou Nguesso nas eleições gerais de 20 de março, um resultado questionado pela oposição.

Segundo os números oficiais divulgados pelo tribunal, Sassou Nguesso, que está há 60 anos no poder, ganhou as eleições-gerais no primeiro turno, com 60,19% dos votos, um percentual um pouco menor em relação ao anunciado pelo governo no dia 24 de março.

O presidente do tribunal, Auguste Iloki, afirmou que a taxa de participação foi de 68,92%, um número inferior à porcentagem de eleitores no referendo realizado em outubro para reformar a Constituição e permitir que o chefe de Estado se apresentasse para um novo mandato.

Nesta segunda-feira, foram registrados incidentes na capital.

Durante a madrugada, membros das forças de segurança confrontaram agressores não identificados.

Segundo vários depoimentos, entre 02H00 e 03H00 houve troca de tiros com armas automáticas, além de disparos de armas pesadas nos bairros de Mayanga e Makélékélé que perduraram até às 06H00.

Sassou Nguesso, nascido em 1943, governou o Congo, um pequeno país petroleiro da África Central, com o regime de um único partido entre 1979 e 1992. Retornou ao poder em 1997, após uma violenta guerra civil.

As eleições de 20 de março, na qual concorreram nove candidatos, foram realizadas com as telecomunicações suspensas em todo o país.

Segundo as autoridades, a decisão de cortar a internet e as comunicações telefônicas atendeu a “medidas de segurança nacional” para evitar a “publicação ilegal” de resultados.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *