Últimas

Croácia pede clareza à UE ante crise de refugiados

A presidente da Croácia, Kolinda Grabar. Foto: Robert Atanasovski/AFP
A presidente da Croácia, Kolinda Grabar. Foto: Robert Atanasovski/AFP

A presidente da Croácia, Kolinda Grabar, convocou a União Europeia a mostrar clareza em sua política ante a crise de refugiados, durante uma visita nesta quarta-feira à fronteira entre Macedônia e Grécia, onde há três dias foram registrados incidentes.

“A UE deve ser clara em sua política em relação aos migrantes e levar em conta os que têm direito de asilo, que são os refugiados que fogem da guerra”, declarou Grabar na localidade de Gavgelija depois de visitar um centro de acolhida na companhia do presidente macedônio, Gjorge Ivanov, e de seu colega esloveno, Borut Pahor.

“A onda de migrantes não vai parar por si só enquanto as mensagens não forem claras”, insistiu Grabar Kitarovic.

Depois de agradecer a Eslovênia e a Croácia pela ajuda em homens e material, Ivanov afirmou que os violentos incidentes entre forças de ordem macedônias e refugiados querendo cruzar a Europa ocidental foram causados pela “grande pressão exercida pelos migrantes para obter a reabertura” da chamada “rota dos Bálcãs”.

A Macedônia, disse, “deve respeitar a decisão de Bruxelas” sobre o fechamento da rota e “proteger sua fronteira”.

Ao mesmo tempo em que os responsáveis políticos visitavam o centro de Gavgelija, a polícia macedônia lançava gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral contra uma centena de migrantes que protestavam na fronteira greco-macedônia em Idomeni, constatou um jornalista da AFP.

Mais de 11.000 migrantes e refugiados acampam há um mês e meio em Idomeni em condições miseráveis e protestam quase diariamente pedindo a reabertura da fronteira, fechada desde o início de março. Até então milhares de migrantes conseguiram cruzá-la para chegar a outros países da Europa ocidental.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *