Últimas

Culto à alimentação saudável pode virar doença

Por mais paradoxal que pareça, a obsessão por consumir os “alimentos certos” pode levar a transtornos e danos incalculáveis ao organismo. Entenda o que é a ortorexia.

A alimentação saudável é chave para viver mais e com boa saúde. É praticamente consenso entre nutricionistas que uma dieta rica em vegetais e com baixo teor de gordura e açúcares é a melhor para o organismo. Mas, como tudo na vida, é preciso haver equilíbrio.

Para conseguir manter uma dieta saudável, algumas pessoas iniciam uma busca obsessiva por regras alimentares e acabam desenvolvendo um distúrbio conhecido como ortorexia. O termo foi cunhado pelo médico americano Steven Bratman, autor do livro Health Food Junkies (viciados em comida saudável, em tradução livre).

Para os ortoréxicos, qualquer item considerado “impuro” (como corantes, conservantes, pesticidas, gorduras trans, excesso de sal ou açúcar etc.) é excluído da alimentação. Em alguns casos as regras valem inclusive para os utensílios utilizados no preparo da refeição.

O portador de ortorexia corre risco de apresentar deficiência de nutrientes importantes para o corpo, como foi o caso de Martin (veja a reportagem em vídeo), que chegou a pesar 38 kg e precisou buscar ajuda em uma clínica especializada.

“Eu perdi todos os meus contatos sociais, minhas amizades e até a minha companheira”, conta. Martin não se permitia qualquer tipo de desvio na rotina e na quantidade do que comia. Comprava descontroladamente alimentos saudáveis e não pensava no valor nutricional do que ingeria.

Obsessão pela saúde?

Steven Bratman escreve em seu site www.orthorexia.com que todos concordam que não é saudável ficar acima do peso e que é razoável evitar a obesidade.

No entanto, algumas pessoas desenvolvem anorexia nervosa, por exemplo, ao buscarem metas de ingestão diária de alimentos específicos e devido à influência de fatores psicológicos. Bratman diz que um processo semelhante acontece com a obsessão pela alimentação saudável.

“Na intenção de manter um corpo saudável, a pessoa acaba indo por um caminho que não é sadio emocional nem psicologicamente. Assim, acabam desenvolvendo a ortorexia nervosa.”

Como tratar e identificar o distúrbio

O professor Thomas Dunn, da University of Northern Colorado, é um dos poucos pesquisadores que publicaram estudos sobre ortorexia com a revisão de seus pares. Em entrevista concedida ao jornal britânico The Guardian, ele estabeleceu distinções simples para os dois distúrbios.

“Pessoas com anorexia restringem a sua ingestão de alimentos segundo um modismo para ficarem magras. Pessoas com ortorexia restringem a sua ingestão de alimentos seguindo uma dieta saudável para ficarem saudáveis”, define.

Segundo o psicólogo Markus Fumi, as pessoas só recorrem à terapia quando começam a perceber as sérias consequências. “Geralmente a pessoa afetada não é consciente que tem o problema e segue pensando que a sua forma de alimentação está correta”, disse, em entrevista à DW.

mp/dw

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *