Da culinária à moda, veganismo é estilo de vida

ROMA, 18 ABR (ANSA) – Muito mais do que costumes alimentares, o vegetarianismo e o veganismo são filosofias de vida que têm como objetivo acabar com a exploração de qualquer tipo de animal. Ao assumir essa postura, diversos setores acabam sofrendo alterações, até mesmo o mundo da moda.   

“Mais do que uma tendência passageira, o veganismo é o precursor de uma transformação social real. Os consumidores estão cada vez mais conscientes de seu impacto ambiental e ecológico”, afirmam analistas da agência francesa NellyRodi, que realizou uma pesquisa sobre esse novo fenômeno global. Os adeptos dessa filosofia não consomem nenhum produto de origem animal, sejam eles alimentares ou não. Por isso, foram criados substitutos para peles, couros e seda e que são usados com a mesma beleza e eficiência. Recentemente, grifes como Armani, Calvin Klein, Hugo Boss, entre outras, aboliram o uso de peles em suas coleções.   

Engana-se quem pensa que é muito difícil substituir todos os alimentos de origem animal. Hoje a indústria tem explorado cada vez mais essa nova tendência. Produtos orgânicos e restaurantes que preparam pratos crus são cada vez mais populares por serem também sinônimos de uma vida saudável. “Você pode cozinhar pratos clássicos sem o uso de derivados de origem animal, até mesmo lasanha, espaguete e ravióli sem glúten ou lactose, ideais para aqueles que são intolerantes a essas substâncias”, enfatiza a chef crudivorista (estilo que prega o consumo de alimentos crus) Patrizia Romeo.   

Frutas e vegetais, portanto, se tornaram as novas estrelas da culinária, utilizados para preparar refeições mais leves e ideais para a experimentação criativa com cores, sabores e texturas. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *