Demorou seis meses, mas 'parça' de Fred ganhou uma boa chance no Flu

Amigo pessoal de Fred, Jonathan chegou ao Fluminense em setembro do ano passado com o aval do capitão. O início do lateral direito, porém, foi decepcionante. Tanto que ficou apenas treinando por muito tempo. Somente após seis meses é que o jogador finalmente teve uma boa oportunidade de atuar pelo Tricolor. E isso está diretamente ligado à chegada de Levir Culpi, que bancou a titularidade.

Sob o comando do ex-técnico Eduardo Baptista, Jonathan foi aproveitado em apenas três jogos. O então treinador escolheu escalar Wellington Silva na posição e deixou o atleta, com passagens por Cruzeiro e Inter de Milão, sem grandes perspectivas.

Com o fim da última temporada, Joanathan esperava convencer Baptista na pré-temporada de que poderia ser mais útil, mas os treinamentos não mudaram a cabeça do ex-treinador. Wellington Silva seguiu titular da lateral direita. Verdade seja dita, o maior problema do Flu até agora foi a outra lateral, a esquerda.

E ambos os problemas foram resolvidos com a chegada de Levir Culpi. Sem conhecer totalmente o elenco, o novo técnico decidiu deslocar Wellignton Silva para a lateral esquerda e colocar Jonathan na direita. Com uma tacada, resolveu um dos principais problemas do Tricolor.

Wellington Silva manteve o bom rendimento atuando pelo lado esquerdo e viu Jonathan assumir a direita provando sua qualidade técnica em campo. O fato é que desde que Levir assumiu e fez essas mudanças, a defesa do Fluminense se solidificou. Em seis jogos, o Tricolor foi vazado apenas em três oportunidades: Botafogo e Inter (2).

“Talvez não volte a ser aquele Jonathan, mas um Jonathan diferente, mais experiente sempre querendo brigar e mostrar um bom futebol. Isso vai ser jogo a jogo. No meu ponto de vista não estou muito longe da minha forma técnica. O que está pesando pra mim é o condicionamento físico. Mas a torcida pode ficar tranquila, pois eu estando bem fisicamente eu vou render aquilo que eles esperam de mim”, disse o lateral direito em coletiva na semana passada.

Com Levir Culpi e a nova formação, o Tricolor não levou gol de times pequenos do Campeonato Carioca. Os frequentes tentos sofridos para esse tipo de equipe já não são mais rotinas. Desta forma, acumulou pontos importantes e está próximo da classificação para a semifinal do Estadual. Além de ser finalista da Primeira Liga.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *