Desempenho díspar das montadoras nos EUA aponta desafio em manter demanda

As montadoras dos EUA reportaram vendas mistas de veículos em março, com novos sinais de alerta de que as companhias estão tendo dificuldades para manter a demanda após os resultados recordes do ano passado.

Os gastos com desconto estão em ascensão e novas evidências surgiram em março de que as vendas de frotas, para clientes como locadoras de veículos, em alguns casos turbinou os números. Os financiamentos de automóveis foram alongados e participação de veículos com leasing aumento, segundo pesquisa da J. D. Power and Associates.

Os fabricantes de automóveis informaram que as vendas de veículos leves em março caíram para uma taxa anual de 17,1 milhões, abaixo das previsões e do resultado de 17,5 milhões reportados em fevereiro.

Os três fabricantes de automóveis de Detroit apresentaram aumento de vendas, mas os resultados ficaram aquém das expectativas. Os preços historicamente baixos de combustíveis e as reduzidas taxas de juros continuam a atrair os consumidores para as concessionárias.

No total, as vendas de veículos nos EUA somaram US$ 55 bilhões em março, alta de quase 10% e o maior resultado para o mês, segundo a TrueCar Inc. O valor médio de negócio, segundo a TrueCar, subiu 2% em março, para US$ 32.887.

“As condições econômicas ainda estão bastante boas. Os juros estão melhores do que nunca”, disse Scott Keogh, presidente das operações nos EUA da Audi AG, em entrevista na semana passada na New York International Auto Show.

A Fiat Chrysler registrou aumento de 8,1% nas vendas, para 213.187 veículos em março, o melhor resultado para o mês em uma década. As vendas da Jeep saltaram 15%, no trigésimo avanço anual consecutivo.

A Ford apresentou alta de 7,8% nas vendas anuais, para 253.064 veículos. Já as vendas da General Motors subiram menos de 1%, para 252.128.

As vendas da Toyota caíram 2,7% em meio à menor demanda por sedans e coupes. As da Volkswagen baixaram mais de 10%, ainda influenciadas pela crise de emissão de poluentes.

A Honda viu suas vendas anuais aumentarem 9,4% em março, enquanto as da Nissan saltaram 13%.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *