Últimas

Detido na Espanha suposto traficante de armas francês

Madri, 13 Abr 2016 (AFP) – Um francês suspeito de tráfico de armas internacional foi detido no sul da Espanha, cujas autoridades afirmaram nesta quarta-feira que estas armas podem ter servido para um dos autores dos atentados de janeiro de 2015 na França.

Identificado como Antoine Denevi, de 27 anos e nacionalidade francesa, o homem foi detido em uma operação conjunta das polícias espanhola e francesa na terça-feira em Málaga, no sul do país, informou o ministério do Interior espanhol em um comunicado.

O detido compareceu nesta quarta-feira em Madri ante um juiz da Audiência Nacional – principal instância penal espanhola – que ditou contra ele prisão preventiva sem possibilidade de fiança, disse uma fonte judicial.

Acusado de “tráfico de armas e pertencimento a uma organização criminosa”, negou ter vendido armas aos jihadistas e aceitou ser entregue às autoridades francesas, acrescentou.

Segundo o ministério espanhol, suspeita-se, no entanto, que tenha vendido “as armas com as quais o terrorista jihadista Amédy Coulibaly cometeu os atentados de Paris”.

No entanto, nada indica até o momento que os dois homens estivessem diretamente relacionados, informou a procuradoria da cidade francesa de Lille (norte).

Coulibaly foi um dos três jihadistas que abalaram Paris de 7 a 9 de janeiro de 2015 com uma série de ataques que deixaram 17 mortos. Começaram no semanário satírico Charlie Hebdo e terminaram com uma tomada de reféns em um supermercado judeu da capital francesa.

Coulibaly, cúmplice dos irmãos Kouachi – que mataram 12 pessoas na redação da revista – matou no dia seguinte uma policial municipal em plena rua e, posteriormente, quatro reféns em um supermercado kosher.

Os três jihadistas foram abatidos pela polícia francesa.

“Antes de realizar suas ações terroristas, Coulibaly havia se abastecido de armas e explosivos suficientes”, ressaltou o comunicado espanhol, afirmando que “quando foi abatido, estava em posse de dois fuzis AK 47, duas pistolas semiautomáticas e uma faca de combate”.

“Além disso, no lugar também foram encontrados 20 cartuchos de dinamite industrial, dois pavios lentos e dois detonadores”, acrescentou.

Ordem europeia de detençãoCoulibaly havia visitado a Espanha dias antes de cometer os ataques, lembraram as autoridades no mesmo comunicado: acompanhou sua esposa ao aeroporto de Madri para que ela pegasse um voo à Turquia “com o objetivo de chegar à Síria, onde se encontra integrada plenamente na estrutura operacional na organização” Estado Islâmico.

Sobre Denevi, nascido na localidade francesa de Saintre Catherine, no norte da França, “pesava uma ordem europeia de detenção e entrega emitida pelas autoridades francesas”, disse o comunicado.

“Da investigação realizada na França e que agora culmina em território espanhol, foi possível determinar que o traficante de armas detido abandonou o país vizinho semanas depois dos atentados de Paris para escapar da ação policial”, explicou o ministério espanhol.

Depois “se instalou na província de Málaga, de onde continuava com suas atividades ilícitas fazendo uso de uma documentação falsa”, afirmou a mesma fonte, afirmando que “as atividades do detido estavam relacionada a indivíduos de origem sérvia, que podem ter facilitado seu acesso a armas e munições”.

str-acc/mck/jz/ma

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *