Últimas

Discussão sobre processo de impeachment ganha espaço na imprensa internacional

A possibilidade de impeachment da presidenta Dilma Rousseff ganha espaço nos meios de comunicação internacionais. Muitos veículos fazem referência ao vídeo divulgado ontem (15) nas redes sociais, em que a presidenta faz um dos mais duros ataques ao que classifica como “aventura golpista”.

O jornal argentino Clarín traz na capa a crise política no Brasil e cita frase da presidenta: “A denúncia contra mim não passa de uma fraude”.

No períodico espanhol El País, a notícia é que o Brasil vive catarse coletiva do impeachment e que a presidenta, reeleita há apenas 15 meses, tem pouca probabilidade de evitar o impedimento.

Já o New York Times afirma que a “política brasileira é um esporte sangrento” e que a batalha do impeachment está inflamando paixões como nunca ocorreu antes.

A agência de notícias portuguesa Lusa traz a notícia de que Dilma cancelou encontro com movimentos sociais para se reunir com líderes parlamentares, em um último esforço para barrar o pedido de impeachment na Câmara dos Deputados.

A inglesa BBC noticia que a presidenta acusou aqueles que apoiam seu impeachment de “condenar um inocente para proteger os corruptos”.

O jornal americano The Washington Post afirma que, ao contrário de golpes de Estado da América Latina no século 20, a atual turbulência do Brasil não envolve exércitos e derramamento de sangue, mas que o país pode ver uma mudança de regime, um “golpe suave”.

No Reino Unido, o The Telegraph diz que Dilma Rousseff apelou à nação contra o que chamou de “golpe de Estado” por rivais “corruptos” nas últimas horas antes da discussão do processo de impeachment.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *