Últimas

Edinho ganha moral no Grêmio provocando o Inter, onde foi campeão mundial

Edinho superou um drama no Grêmio. Foi excluído do grupo pelo técnico Luiz Felipe Scolari no ano passado, treinou um semestre inteiro isolado dos demais, por pouco não foi dispensado. Mas após o ‘resgate’ proposto pelo técnico Roger Machado, ganhou moral e renovou contrato por dois anos. E para conquistar a torcida, como fez com elenco e direção do Grêmio, tratou de provocar o rival. Deu certo. 

Edinho disse, depois da vitória do Grêmio sobre o Internacional por 5 a 0, no ano passado, que aquilo superava a conquista do Mundial de 2006 pelo tradicional oponente. Gerou, de cara, repercussão entre os colegas da época e mesmo a direção do Internacional. No Grêmio, foi positivo. 

E neste ano, o marcador foi além. Questionado sobre a capacidade do elenco gremista na Libertadores, ele disparou que foi campeão da competição continental com um elenco muito mais fraco que o gremista. E a única vez que Edinho levou a taça da Libertadores foi defendendo o Inter. 

“Nem ele mesmo acredita nisso”, rebateu à época o ex-presidente do Inter, Fernando Carvalho. Novamente o marcador usou o oponente para ganhar moral no clube que defende hoje. 

Por motivo óbvio, sua relação com a torcida do Internacional se tornou pior do que já era. E com os aficionados gremistas o efeito foi contrário. Os defeitos técnicos do jogador, muitas vezes, são amenizados pelo empenho e mesmo a postura de quem ‘abraçou’ o clube. 

Estratégia contra polêmica das cervejas

A estratégia de provocar o Internacional com opiniões fortes pode amenizar outra polêmica na qual Edinho se envolveu. Em 2014, o jogador teve revelada uma suposta conversa de whatsapp com outros jogadores em que enviou fotos bebendo cerveja e tratou o Internacional como ‘nosso colorado’. Na mesma conversa, fazia críticas ao técnico Enderson Moreira, que comandava o Tricolor. 

Através de nota oficial, Edinho negou que o bate-papo fosse verdadeiro e ressaltou seu profissionalismo. 

A oportunidade de comprovar ainda mais a nova situação no clube será na quarta-feira. Neste ano Edinho ainda não conseguiu mostrar o futebol ‘cumpridor de função’ do ano passado. Já gerou algumas críticas dos aficionados. E poderá acabar com isso no penúltimo jogo da fase de grupos da Libertadores.

Maicon está suspenso e Edinho foi, prontamente, escalado como titular. O Grêmio segue rotina de treinamentos em Quito e tenta se adaptar à altitude de 2,8 mil metros da cidade equatoriana onde enfrenta a LDU. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *