Últimas

El Morumbi te mata: SP se reergue no embalo da torcida e bate recordes

Coincidência ou não, tudo mudou para o São Paulo a partir do momento em que o time passou a jogar no Morumbi. Em reforma no começo do ano para ajustes do gramado e tamanho do campo, o estádio sediou apenas quatro jogos do time de Patón Bauza, mas foi determinante para a reação no ano. O saldo impressiona: quatro vitórias, 14 gols marcados e apenas dois sofridos.

Levado em conta apenas a Libertadores, o desempenho do São Paulo em sua casa é igualmente sólido. Em três jogos, foram 12 gols marcados, apenas um sofrido. O time estrucidou o Trujillanos (6 a 0), passou com firmeza pelo River Plate (2 a 1) e massacrou o Toluca (4 a 0.), na noite da última quinta-feira. Mais: contra argentinos e mexicanos, registrou os dois maiores públicos do país em 2016: 51.342 e 53.241 pagantes, respectivamente. O Tricolor ainda conquistou uma vitória no Campeonato Paulista, por 2 a 1, sobre o Oeste.

A volta da casa fez o time superar a dura derrota contra o The Strongest (BOL) na estreia da fase de grupos, no Pacaembu. Naquela noite, o Tricolor jogou mal e foi superado pelos bolivianos, se complicando na competição sul-americana. Agora, o cenário mudou e o treinador argentino agradece o apoio de sua torcida.

– A primeira partida que jogamos contra o The Strongest, a equipe era outra. Em nível futebolístico. Faltava tempo, trabalho, dias. O que tem a equipe hoje é isso. Tem identidade que o caracteriza. E o que vamos fazer é crescer como equipe. Me alegro por toda a torcida que vem nos apoiar, porque necessitávamos fazer uma partida como a de hoje. Para o que passe o que passe, siga nos apoiando. Tinha de dar a eles uma partida como essa.

O desempenho deste ano no Morumbi trouxe alguns recordes para o São Paulo. São sete vitórias consecutivas, desde a derrota para o Atlético-MG, nas oitavas de final em 2013. Contra estrangeiros, o aproveitamento é surreal. São 24 jogos invictos desde 2006, com 21 vitórias e três empates. A maior marca já registrada, superando o período de 1992 a 2006, com 23 jogos, 21 vitórias e dois empates.

Com a vitória por 4 a 0 sobre o Toluca, o Tricolor pode perder por três gols de diferença ou mesmo quatro desde que faça um para se classificar às quartas de final, semana que vem, no México. Confirmando a classificação, enfrentará Atlético-MG ou Racing (ARG), que empataram por 0 a 0 na ida, na Argentina.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *