Últimas

Em forma aos 53 anos Marcos Palmeira recusa rótulo de galã

De volta à teledramaturgia e Velho Chico, novela exibida na Globo a faixa das 21h, Marcos Palmeira – um cara urbano, nascido e criado em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro reencontra o habitat que adora: o mundo rural.

Convidado para interpretar o Cícero, um homem da terra, o ator de 53 anos consegue driblar o sotaque e a malemolência do carioca, transformando-se em um típico matuto com a experiência de quem já interpretou os peões João Pedro, de Renascer (1993), e Tadeu, de Pantanal (1990), exibida na extinta TV Manchete. A diferença básica é que desta vez, a cota de bondade não é a mesa dos outros personagens.   

“É um orgulho para mim representar esse homem do campo. Estou em casa de novo. Tenho que trabalhar mais o silêncio, a observação, o sangue nos olhos. É interessante sair da linha romântica e ir para um lado mais agressivo. São oportunidades raras. Quando Luiz me ligou, nem titubeei. Eu vinha de uma coisa que estava curtindo muito, que era ‘Babilônia’. Apesar dos problemas, era prazeroso fazer. Mas acho que queria esse convite e nem sabia que estava querendo.

O ator, que deixou a barba e o cabelo crescerem, insiste em dizer que não liga para o título de galã.

“São os olhos de quem vê”, brincou.

Casado há três meses com a diretora Gabriela Gastal, Marcos – paralelamente às gravações – administra sua fazenda agroecológica e uma loja onde vende os produtos produzidos em suas terras. Mesmo assim, ele não descuida dos cuidados com o corpo.

“Já sou um cinquentão, né? Jogo bola, tênis, faço pilates, ando de bicicleta… Estou na ativa!”.

Elenco apresenta Velho Chico, próxima novela das 21h
‘Meu primo está despedaçado’, Marcos Palmeira sobre Rian
Marcos Palmeira recebe famosos em comemoração de sua loja
Marcos Palmeira é o mais novo casado da praça, diz jornal

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *