Em melhor posição no grid em 9 meses, Massa não descarta luta pelo pódio

Mesmo sem ter encaixado a volta que gostaria na última parte da classificação, Felipe Massa ficou animado com o quarto lugar no grid do GP da Rússia. Afinal, trata-se da melhor posição de largada do piloto brasileiro em 13 provas, desde o GP da Grã-Bretanha de 2015, disputado em julho.

Outro motivo de otimismo é o ritmo demonstrado pela Williams, que tem Valtteri Bottas largando em segundo, neste final de semana. Ambos os pilotos foram beneficiados pelos problemas de Sebastian Vettel – que perdeu cinco posições no grid por ter trocado o câmbio – e Lewis Hamilton, que voltou a ter problemas na recuperação de energia de seu motor Mercedes e sequer participou do Q3.

“Sem dúvida, o carro está competitivo”,afirmou à Rádio Band News FM. “A gente conseguiu fazer uma boa classificação. Acho que a volta não foi perfeita. A gente experimentou dois tipos de aquecimento para o pneu. Na primeira, que deveria ser melhor, acabei não fazendo uma boa volta. E a segunda, que era fazer apenas uma volta lançada, não funcionou para a maioria dos carros. Mas, no final, largar em quarto é bom pensando no que a gente pode fazer na corrida.”

Com o bom desempenho da Williams e os problemas dos rivais, Massa reconhece que está aberta a possibilidade de luta pelo pódio, ainda que a Ferrari esteja mais forte e que a tendência seja que Hamilton se recupere.

“É uma corrida importante para a Williams, para que façamos o maior número de pontos possível. A luta pelo pódio, se conseguirmos fazer isso acontecer, seria, sem dúvida, um resultado fantástico. Acho que mostramos um ritmo competitivo durante os treinos livres e podemos fazer uma boa corrida.”

O GP da Rússia, terá largada às 9h do domingo, pelo horário de Brasília, com Nico Rosberg na pole.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *