Últimas

Em rara aparição, Fidel Castro diz que pode morrer em breve

HAVANA, 19 ABR (ANSA) – Em rara aparição pública, o ex-presidente cubano Fidel Castro, que em agosto completa 90 anos, falou sobre a própria morte. “A hora de todo mundo chega”, disse.   

Em discurso durante o encerramento do VII Congresso do Partido Comunista de Cuba (PCC), o líder da Revolução Cubana (1959) declarou que “talvez esta seja uma das últimas vezes que falo nesta sala”.   

“Logo devo completar 90 anos, nunca teria imaginado isso, não foi fruto de um empenho, foi um capricho do destino. Logo serei como todos os outros. Essa hora chegará para todos nós”, explicou.   

Recebido com aplausos, Fidel disse que “as ideias dos comunistas cubanos permanecerão”, mesmo após sua morte, “como prova de que neste planeta, se você trabalhar duro e com dignidade, você pode produzir bens materiais e culturais de que os seres humanos precisam”.   

Assim como nas últimas vezes em que ele foi visto, Fidel permaneceu sentado durante todo o discurso. O ex-presidente cubano se afastou da política em 2006 por motivos de saúde e raramente faz aparições públicas. Em 2008, seu irmão, Raúl, foi oficializado como seu sucessor na Presidência de Cuba. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *