Érico Brás comemora atuação no Zorra

Com o fim do seriado Tapas & Beijos, Érico Brás migrou para o Zorra e já está totalmente integrado ao humorístico. Em conversa com a reportagem de OFuxico o ator contou que tem interpretado personagens que jamais imaginou.

“O programa mudou e agora com as esquetes diversificadas, sem personagens fixos, temos um leque de opções para atuar nas mais diversas vertentes. E eu já fiz obstetra político papéis que nunca imaginei Estou adorando!”, disse.

No último dia 31, Érico foi retirado por agentes da Polícia Federal (PF) de um voo da Avianca em Salvador, depois de um desentendimento com o comandante da aeronave, que disse que Brás representava “ameaça” aos outros passageiros. Para o ator, houve racismo na atitude do aviador. Ele entrou com processo contra a companhia aérea. A Avianca informou que seguiu procedimentos de segurança de voo.

“Entendo de leis, entendo que sou cidadão e reconheço que devo respeitar e ser respeitado. Isso vem como um lastro na minha família. Isso me deixa com a orelha em pé pra entender, pra ver e interpretar quando não sou bem tratado, porque eu não sou obrigado a aceitar”, disse ele.

Para Érico diálogo é sempre a melhor opção. E ainda destacou que o  humor também é um meio de diálogo.

“Toda e qualquer situação deve e merece ser retratada no humor. O humor tem que ser vivo. O que não pode faltar é respeito com as pessoas que sofrem ataque daqueles que não gostam de determinado comportamento. Isso a gente tem que abolir, eu não sou a favor”.

Érico de como exemplo piadas com negros e gays comuns nos programas do gênero.

“Não vejo o menor problema em relação a brincadeira com negão, a homossexuais, desde que respeite as pessoas na sua condição. Não precisa crucificar o homofóbico ou matar o racista. Eu não sou obrigado a aceitar e também não sou obrigado a respeitar, já que eles não respeitam as pessoas”.

Ciente de sua contrição social, Érico, de 37 anos, vai lançar um livro valorizando a beleza da criança negra.

“Vou lançar um livro infantil, resolvi escrever para crianças. É um livro que atende a demanda da lei 10639, que obriga as escolas a falar da história da África no Brasil, da história do negro. É sobre uma menina rainha, ela é rainha no que se propõe a fazer, mostrando que cada um deve ser o melhor no seu ofício, elevando a auto-estima e reconhecendo valores”.

Érico Brás entra para o elenco do Zorra
Érico Brás sobre o Carnaval: ‘Momento ímpar no ano’
Érico Brás se encanta com alimentação saudável de Bela Gil
Érico Brás usa cinta por causa de luxação

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *