Últimas

Estado mantém cooperação financeira com hospitais de Coruripe e Penedo

Hospital Carvalho Beltrão e Santa Casa de Penedo somam um valor pactuado de cerca de R$ 654 mil/mês

 

A Região do Baixo São Francisco recebe recursos do Governo do Estado com o objetivo de ampliar a oferta de serviços e de leitos hospitalares para os usuários da saúde pública. A iniciativa é fruto do Programa Estadual de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais (Prohosp), que pactou o valor mensal de R$ 653.873,53 pela prestação dos serviços realizados pelos hospitais conveniados de Coruripe e Penedo.

 

Desse montante, R$ 506.672,64 foi pactuado para o Hospital Carvalho Beltrão, em Coruripe, e R$ 147.200,99 para a Santa Casa de Misericórdia de Penedo – ambos, mensalmente. No entanto, o assessor de média e alta complexidade da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Rogério Barboza, lembrou que esse repasse é feito de acordo com as metas alcançadas pelas unidades hospitalares.

 

Por essa razão, o hospital de Coruripe recebeu R$ 4.450.676,03 referente ao ano de 2015, por ter alcançado a meta 73,27%. Enquanto que para o hospital de Penedo foi encaminhado o valor de R$ 1.325.289,31, referente a 75,03% das metas cumpridas no ano passado.

 

Rogério Barboza esclareceu que o pagamento do recurso global é feito de acordo com o cumprimento das metas. Logo, “se o hospital não cumprir 100% das metas, ele recebe o recurso proporcional aos serviços que foram prestados”. Dessa forma, o Prohosp tem a finalidade qualificar e ampliar a oferta de serviços, realocando recursos existentes para otimizar e racionalizar a verba do SUS.

 

“Essa é uma pactuação entre a Sesau e os hospitais da 6ª região de saúde em prol da melhoria da assistência à população de Coruripe e Penedo, além das cidades circunvizinhas”, informou Barboza. A iniciativa visa ainda suprir a demanda de todo o estado quanto à oferta de leitos para o SUS, evitando a superlotação, na capital, do Hospital Geral do Estado (HGE).

 

As unidades hospitalares da Região do Baixo São Francisco (que firmaram cooperação financeira com a Sesau para os recursos do Prohosp) já receberam, nos primeiros meses de 2016, o montante referente a R$1.538.025,66. Para Coruripe foi repassado o valor de R$ 1.263,794,20 (de janeiro a março) e Penedo o montante de R$ 274.231,46 (janeiro e fevereiro).

 

Serviços – Em Coruripe, os recursos são direcionados aos serviços de consulta e cirurgia nas áreas de traumato-ortopedia, geral, vascular, plástica, toráxica, otorrinolaringologia e oftalmologia, além de material oftalmológico e leitos de UTI adulto. Em Penedo, o repasse é para a abertura de leitos de obstetrícia para gestantes de risco habitual e abertura de leitos de UCI Neonatal.  

 

Promater – O Hospital Carvalho Beltrão e Santa Casa de Penedo também recebe recursos do Programa de Implementação da Rede de Atenção Materno-Infantil do Estado de Alagoas (Promater). O programa tem foco na melhoria da qualidade de assistência ao parto e redução da morbi-mortalidade materna e neonatal precoce e tardia e da incidência de abortos evitáveis.

 

 

Por Agência Alagoas

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *