Últimas

Experimento mostra por que devemos temer o limite de consumo na banda larga

Um experimento realizado pelo site Adrenaline provou que a ideia de operadoras de limitar o consumo de dados das franquias de internet banda larga realmente não é uma boa notícia para os consumidores. Para fazer isso, o portal calculou a quantidade de dados consumidos por alguns dos principais serviços da web.

Com o Glasswire, software de monitoramento, ligado, o teste iniciou com a reprodução de um episódio de 21 minutos do seriado “Modern Family” no Netflix. O programa registrou que 1,1 GB foi gasto durante a exibição.

No YouTube, um vídeo de 20 minutos em qualidade Full HD resultou no consumo de 458 MB. Em qualidade 4K, o consumo foi de 2,2 GB para o mesmo filme.

Para calcular os gastos com jogos online, a pesquisa usou o título “Dota 2”. O consumo foi de menos de 30 MB em uma partida online com duração de cerca de 28 minutos.

Se jogar não gasta tanto, baixar um game é uma história completamente diferente. Títulos atuais são pesados e podem comprometer totalmente a franquia, tais como Far Cry Primal (11,67 GB), Rise of the Tomb Raider (21,12 GB) e Killer Instinct (29,68 GB).

Para as atividades convencionais, como a navegação na internet durante 30 minutos com a possibilidade de assistir um vídeo ou usar algum serviço de streaming de músicas, como o Deezer, o consumo registrado foi de 192 MB.

Experiência final

Com as médias das principais atividades, o site resolveu calcular qual seria o consumo mensal de três tipos de usuários que utilizam o computador de forma diferente.

Para isso, os perfis escolhidos foram montados de acordo com um estudo realizado pelo IBOPE CONECTA que mostra que o brasileiro passa 5,3 horas por dia no computador.

Os resultados não são nada animadores, principalmente considerando que a operadora Vivo, por exemplo, estabeleceu limites de consumo mensal que variam entre 10 GB, para o plano Banda Larga Popular de 200 Kbps, até 130 GB, para o Vivo Internet de 25 Mbps. 

Confira os resultados: 

  • Usuário leve:
    4 horas de navegação (1,6 GB) e streaming de um episódio de seriado do Netflix por dia (1,1 GB).
    Consumo mensal: Aproximadamente 78 GB
  • Usuário intermediário:
    4 horas de navegação (1,6 GB), 1 hora de streaming no YouTube (1,2 GB), um episódio de Netflix por dia (1,1 GB), além do download de dois jogos por mês (40 GB).
    Consumo mensal: Aproximadamente 157 GB 
  • Usuário avançado:
    8 horas de navegação (3,2 GB), 2 horas de streaming no YouTube (2,4 GB), dois episódios de Netflix por dia (2,2 GB), além do download de oito jogos por mês (160 GB).
    Consumo mensal: Aproxidamente 394 GB

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *