Últimas

Falta de chuva reduz nível da água em todos os mananciais geridos pela Sabesp

  • Luis Moura/WPP/Estadão Conteúdo

    Vista da represa Atibainha, na cidade de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo

    Vista da represa Atibainha, na cidade de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo

São Paulo – A falta de chuva prejudicou o armazenamento de água em todos os mananciais administrados pela Sabesp. Segundo os dados divulgados pela companhia de abastecimento neste domingo, o nível do Sistema Cantareira caiu de 51,0% para 50,9% pelo cálculo que considera a reserva técnica, o chamado volume morto.

No indicador que calcula o nível de armazenagem considerando o volume armazenado e o útil, o nível caiu de 65,9% para 65,8%. Pelo índice 3, que não leva em conta a água do volume morto, o porcentual permaneceu em 36,6%, como estava no sábado.

De ontem para hoje, o sistema Alto Cotia teve uma redução de 98,6% para 98,4%. O nível do Guarapiranga, utilizado para socorrer o Cantareira durante a crise hídrica, baixou de 80,8% para 80,5%.

O manancial Rio Claro deixou hoje de exibir mais de 100% de sua capacidade, passando de 100,1% ontem para 99,7% hoje. No Rio Grande, o nível caiu de 88,1% para 87,6%. E, no sistema Alto Tietê, o indicador de capacidade passou de 40,9% para 40,8%.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *