Faroeste influenciou filmes de super-herói, diz diretor de "Sete Homens"

“Sete Homens e um Destino” é um dos filmes de faroeste mais recordados e aclamados da história e agora o cineasta Antoine Fuqua enfrenta a delicada tarefa de atualizar esse relato, com Denzel Washington como protagonista.

Esta nova versão de “Sete Homens e um Destino”, que estreará no dia 22 de setembro no Brasil e que recentemente teve seu primeiro trailer divulgado, contará no elenco com Chris Pratt e outras caras conhecidas como Ethan Hawke, Matt Bomer e Vincent D’Onofrio.

Em um exclusivo encontro com os veículos de imprensa realizado em Los Angeles, os jornalistas puderam conversar com o diretor Antoine Fuqua e ver alguns extras do filme, que retoma a premissa de sete pistoleiros dispostos a se unir para enfrentar os bandidos e fazer justiça.

Getty Images/Todd Williamson

O cineasta Antoine Fuqua

Com os atores Steve Mcqueen, Charles Bronson e Yul Brynner em seu elenco e a direção de John Sturges, o filme original “Sete Homens e um Destino” (1960) é considerado um clássico dentro do gênero do faroeste.

Aos meios de comunicação, o diretor Antoine Fuqua ressaltou seu amor pelo faroeste desde que era uma criança e indicou que são “histórias simples”, nas quais há uma sensação de “liberdade”.

“Me encantam as histórias sobre gente sob pressão que faz as coisas corretas. Às vezes, não se sabe por que fazem e esta é a pergunta definitiva: Por que as pessoas se atiram na direção de um carro para salvar uma criança mesmo sabendo que provavelmente morrerão?'”, argumentou o diretor.

Por fim, o cineasta defendeu que a noção de faroeste variou ao longo do tempo, de modo que devido à Guerra do Vietnã se transformou em filmes “mais obscuros”, e apontou que o legado deste gênero cinematográfico é percebido hoje nos filmes de super-heróis e zumbis.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *