FBI não encontra nada de significativo em iPhone de San Bernardino

O FBI não encontrou nenhuma informação significativa no iPhone de Syed Farook que possa ajudar nas investigações do tiroteio de San Bernardino, diz fonte próxima à unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

A descoberta, ou falta dela, pode ter sido considerada um desperdício de tempo, uma vez que governo norte-americano passou quase dois meses tentando convencer a Apple ajudar no desbloqueio do aparelho. A empresa se negava a liberar o iPhone alegando que isso abriria um precedente perigoso e que violava todos os direitos de privacidade digital de seus usuários.

A briga judicial dos dois só terminou quando o FBI informou ter encontrado um jeito de quebrar o smartphone.

O iPhone em questão era visto como fundamental para a investigação do FBI. O diretor do departamento, James Comey, e seus colegas argumentaram que a obtenção dos dados no dispositivo poderia ajudar não só a trazer “justiça” para as vítimas do ataque, mas talvez também levar o FBI para outros supostos terroristas.

Via Fortune

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *