Últimas

Festival VerOuvindo preenche lacuna de filmes acessíveis para pessoas cegas

Audiodescritores serão premiados durante o festival. Foto: VerOuvindo/Divulgação
Audiodescritores serão premiados durante o festival. Foto: VerOuvindo/Divulgação

Em 1997, o filme Baile Perfumado, de Lírio Ferreira e Paulo Caldas, marco da retomada do cinema pernambucano, capturou, pela primeira vez, olhares curiosos e ouvidos atentos no Cinema São Luiz. Quase vinte anos depois do Primeiro Festival do Recife, o longa será exibido com audiodescrição e Libras, dentro da programação da terceira edição do Festival VerOuvindo, no sábado (23), às 17h. O local será o mesmo de duas décadas atrás, com uma diferença: a inclusão. “O que queremos é incluir todas as pessoas nos cinemas e servir de modelo para outras iniciativas”, destaca a idealizadora e produtora do projeto, Liliana Tavares. Desta vez, todos poderão contemplar os cenários áridos e efeitos sonoros realistas da produção.

Confira os filmes em cartaz no Divirta-se

Além da importante obra pernambucana, a programação do VerOuvindo oferta, a partir desta quarta-feira (20), espaço para sessões gratuitas com recursos de acessibilidade. Filmes como Tatuagem, de Hilton Lacerda, Boa noite, solidão, de Geneton Moraes Neto, A noite do vampiro, de Alê Camargo, e Fragmentos, de João Inácio, serão exibidos. As produções foram divididas entre mostra competitiva, sessão memória, mostra de curtas pernambucanos, sessão especial e sessão de encerramento, no domingo.

Entre os destaques da iniciativa, a premiação dos profissionais de audiodescrição, avaliados durante as sessões das obras competidoras. O festival é o único brasileiro a premiar os profissionais responsáveis por traduzir em palavras as imagens a partir de um júri técnico e um popular. A votação, assim como as exibições, é inclusiva, já que as cédulas são disponibilizadas em Braile. “Avaliamos se o profissional apresentou a narrativa de forma clara e direta. Também observamos se foi conciso, se conseguiu traduzir a natureza dos filmes, tanto os sons quanto as imagens”, explica Liliana. Os vencedores são contemplados com prêmios em dinheiro que variam de R$ 500 a R$ 1,5 mil. O resultado dos tradutores e filmes vencedores da mostra competitiva será revelado no último dia de evento.

Além de permitir um maior acesso ao cinema para cegos e surdos (a última edição contou com público de 600 pessoas, entre estudiosos e espectadores), o VerOuvindo promove discussões sobre a acessibilidade comunicacional nas produções audiovisuais. Entre os debates, A difusão da audiodescrição, com participação das produtoras de cinema Lara Pozzobon e Rachel Ellis e mediação de Liliana Tavares. O encontro será realizado na abertura do festival, nesta quarta (20), às 17h, na Fundação Joaquim Nabuco. No domingo (24), está marcado um estudo de roteiro com a audiodescritora e locutora gaúcha Márcia Caspary, no Cinema São Luiz, a partir das 15h.

Na programação, exibição de "Baile Perfumado". Foto: RioFilmes/Divulgação
Na programação, exibição de “Baile Perfumado”. Foto: RioFilmes/Divulgação

Programação

Quarta-feira (20)
17h: Mesa de abertura: A difusão na audiodescrição, com Lara Pozzobon e Rachel Ellis
Cinema do Museu (Avenida Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte)

Quinta-feira (21)
Mostra competitiva de curtas com audiodescrição
17h: Sessão 1 – Fragmentos, O nosso livro, A noite do vampiro e O botãozinho vermelho
18h30: Sessão 2 – Até o Sol raiá, Quando o universo conspira, O lobo do homem e Hooji
Cinema do Museu

Sexta-feira (22)

Mostra de curtas pernambucanos com audiodescrição
17h: Sessão 1- Minha geladeira pensa que é um Freezer, Olhos de botão e Soledad.
18h30: Sessão Especial GloboNews – Boa noite, Solidão, seguido de debate com diretores, audiodescritores e público
Cinema do Museu

Sábado (23)
15h: Master class 1 – Tradução para Libras no audiovisual com Anderson Almeida
17h: Sessão memória – Baile Perfumado
19h: Pocket show de Luíza Caspary
Cinema São Luiz (Rua da Aurora, 175, Boa Vista)

Domingo (24)

15h: Master class 2 – Estudo de roteiro de audiodescrição com Marcia Caspary
17h: Cerimônia de premiação
17h30: Sessão de encerramento (com audiodescrição e Libras) – Tatuagem

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *