Formando uma geração de ciclistas

Um projeto com 200 estudantes de duas escolas estaduais da Zona Norte do Recife está ensinando uma nova geração a usar a bicicleta de forma segura e entender a importância do modal para a mobilidade urbana. Ontem à tarde, 100 alunos da Escola de Referência Silva Jardim, no Monteiro, participaram de um circuito montado dentro da unidade, com apoio especializado. O Bike na Escola, realizado através de parceria entre a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do estado e o Shopping Plaza levou cinco bicicletas ao ginásio da unidade.

Hoje, mais 100 estudantes participam do projeto na Escola de Referência José Vilela, no Parnamirim, também Zona Norte. A iniciativa comemora o Dia Mundial do Ciclista, que será celebrado amanhã.

Além do circuito instalado na quadra, os alunos também assistiram a aulas teóricas sobre as bicicletas, suas peças e a importância do modal. O objetivo da iniciativa é inserir na educação a mobilidade urbana sustentável, contribuindo para proporcionar acesso amplo, democrático e seguro ao espaço urbano, além da redução de poluentes do planeta e a melhoria da saúde humana.

“Os adolescentes são multiplicadores. É importante fazer com que eles ganhem segurança e enfrentem o trânsito com mais consciência e orientação em relação a ele próprio, veículos e pedestres”, destacou a coordenadora socioambiental do Shopping Plaza, Jaqueline Soares.

Para o gerente-geral de ciclomobilidade da secretaria, Sid Vasconcelos, o projeto insere a mobilidade no contexto educacional. “A ação mostra a importância do modal, quer seja para a saúde ou economicamente.” Os alunos também receberam cartilhas confeccionadas pela Secretaria de Educação contendo o manual do ciclista.

Mariana Bezerra, 16 anos, cursa o 2º ano do Ensino Médio da Escola Silva Jardim. Sem ter costume de andar de bike, ela afirmou que o projeto é incentivador. “Pedalei 15 minutos e fiquei com vontade de praticar por mais tempo”, relatou.

Já aluna do 1º ano Bárbara Nayara, 16, sempre pedala e aproveitou a ação para buscar informações sobre as peças. “Aprendi a montar uma bike, o nome de cada peça e o significado delas. Além de ser melhor do que o transporte público, a bike é gratuita e saudável”, enfatizou.
Chico Blau é biólogo e consultor de ciclismo. Ele ministrou as aulas técnicas para os alunos.
Na sua opinião, incentivar o uso da bike com segurança é o mais importante. “Muita gente enxerga a bicicleta como um brinquedo, porque é a primeira informação da criança. Mas o exercício pode migrar para a mobilidade. É importante conscientizar os jovens sobre o uso correto das vias públicas, respeito ao Código de Trânsito e ao pedestre”, comentou.

De acordo com Chico, é fundamental utilizar equipamentos de segurança como capacete, luvas e retrovisor. Segundo ele, entre três e cinco aulas de uma hora são suficientes para fazer uma pessoa aprender a equilibrar-se na bike e parar com segurança.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *