Últimas

Forrozeiro Assisão se junta a Os Cabras de Lampião em disco sobre xaxado e cangaço

Novo disco resgata canções da obra de Assisão que falam do cangaço e de histórias conhecidas da região. Foto: Álvaro Severo/Divulgação
Novo disco resgata canções da obra de Assisão que falam do cangaço e de histórias conhecidas da região. Foto: Álvaro Severo/Divulgação

A vida de Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, e a relação do bando do cangaceiro com o sertão pernambucano e o xaxado são retratados em forma de poesia e música no disco Os dois doidos de pedra, do cantor e compositor serratalhadense Assisão, em parceria com o grupo Os Cabras de Lampião. 

Confira o roteiro de shows no Divirta-se

O forrozeiro de 74 anos mergulha na temática e resgata canções da própria obra que falam do cangaço e de histórias conhecidas da região. O álbum é composto por 12 faixas, incluindo inéditas e regravações. “O xaxado é um ritmo que nunca mais ninguém gravou. Parece que as pessoas estavam com saudade. O disco vem recheado da cultura e da história de Lampião e de Serra Talhada”, explica o compositor.

O projeto que busca a valorização do xaxado e da história de Serra Talhada, um dos municípios na trajetória do bando do Rei do Cangaço, estreia turnê pelo Nordeste em maio. “Neste disco, deixamos a zabumba bem marcada, pois é a pancada dela que acompanha o movimento dos pés na dança e a diferencia do forró e do baião”, explica um dos idealizadores, o ator e dançarino Karl Marx, de 26 anos, líder do grupo Os Cabras de Lampião.

A canção inédita que dá título ao disco é uma homenagem a Lampião, morador do Sítio Passagem das Pedras, e o rival, Zé Saturnino, que morava na Fazenda Pedreira. Foto: Álvaro Severo/Divulgação
A canção inédita que dá título ao disco é uma homenagem a Lampião, morador do Sítio Passagem das Pedras, e o rival, Zé Saturnino, que morava na Fazenda Pedreira. Foto: Álvaro Severo/Divulgação

A canção inédita que dá título ao disco é uma homenagem a Lampião, morador do Sítio Passagem das Pedras, e o rival, Zé Saturnino, que morava na Fazenda Pedreira. “A música fala da convivência entre eles, que, apesar de inimigos, tinham ligações familiares. A mão de Lampião era madrinha de Zé”, explica Assisão. Estão listadas no disco as faixas Forró no Sertão, Xaxado em São Francisco, Polka das areias – apontada por Assisão como a preferida de Lampião e seu bando –  e um pout-pourri com as canções Pra que fogueira, Saudade da Maria e Fogueirinha.  

O videoclipe da primeira faixa de trabalho foi lançado no YouTube para atrair o público jovem. “Vimos a necessidade de desenvolver esse trabalho voltado para o xaxado, e o pessoal nas redes sociais está aceitando bem, só vejo elogios”, comenta Assisão. A partir deste mês, o CD estará à venda pela internet. “A maioria dos artistas da geração dele vive apegado aos grandes sucessos e não produz coisas novas. Mas ele se propôs a fazer um disco totalmente diferente da sua discografia”, comenta o produtor.

O show de estreia da turnê de Assisão e Os Cabras de Lampião será na primeira semana de maio, em Serra Talhada. Depois disso, o espetáculo circula na programação do ciclo junino com apresentações no Recife, em Caruaru, Campina Grande e outras cidades do Nordeste. A direção artística será da coreógrafa Cleonice Maria e pode virar um DVD.

+ Perfil
Com mais de 50 anos de carreira, Assisão ficou conhecido por sucessos nas vozes de Elba Ramalho e Trio Nordestino. Ele já lançou 46 discos e é autor de mais de 700 composições, entre elas, Pau nas coisas, Só pequenininha, Fogueirinha, Eu quero meu amor, Forró pesado e Esquenta moreninha.

Assista ao clipe da música Os dois doidos de pedra:

[embedded content] Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *