Google se une a Uber, Ford e Volvo pela liberação dos carros autônomos

Os carros autônomos, capazes de se locomoverem sem intervenção do motorista, estão se tornando uma realidade, mas existe toda uma camada burocrática antes que estes veículos realmente estejam aptos a serem usados de fato para o consumidor. Para lidar com toda esta etapa, surgiu uma nova aliança entre gigantes da tecnologia e do transporte.

Entre os nomes que entraram na parceria estão Google, as fabricantes de automóveis Ford e Volvo e as empresas de transporte Uber e Lyft, que têm interesse direto em poder oferecer serviços sem depender de motoristas. O objetivo do grupo é “trabalhar com legisladores, regulamentadores e o público para concretizar a segurança e os benefícios à sociedade dos carros autônomos”.

Atualmente, a situação dos veículos autônomos nos Estados Unidos permite que os veículos sejam usados em testes, mas eles são altamente limitados pela legislação e regulamentação, impedindo que uma pessoa comum possa circular sem interferir na direção.

A união de gigantes como Google, Ford, Volvo e Uber praticamente força os reguladores a observarem com mais atenção a situação dos veículos autônomos, e deve acelerar seu processo de liberação.

Entre os temas que a nova aliança pretende tratar é a questão da culpa no caso de acidentes. Quando (ou “se”) um carro autônomo causar uma colisão, a responsabilidade é da pessoa que está dentro do veículo mas não o está dirigindo, ou de quem programou o carro? É o tipo de questão que ainda precisa de solução antes que os carros autônomos comecem a tomar as ruas.

Via The Next Web

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *