Últimas

Imigrantes retidos em ilha da Grécia protestam por liberdade

Por Karolina Tagaris

LESBOS (Reuters) – Várias dezenas de imigrantes que estão retidos em um acampamento na ilha grega de Lesbos protestaram atrás da cerca de arame farpado do complexo nesta terça-feira, gritando “Queremos liberdade!”.

Eles estão entre milhares de refugiados e imigrantes que chegaram a Lesbos desde 20 de março, ou próximo dessa data, vindos da Turquia, e que estão sendo detidos conforme um novo acordo da União Europeia com Ancara até que seus pedidos de asilo sejam processados e eles sejam aceitoS ou mandados de volta para o território turco.

O primeiro grupo de 202 imigrantes, a maioria do Paquistão, que se encontrava em Lesbos e na ilha de Quios, no Mar Egeu, foi devolvido à Turquia na segunda-feira.

Através do arame farpado do campo de Moria, em Lesbos, um homem estendeu um pedaço de papelão com as palavras “Matem-nos se quiserem”.

No muro do amplo complexo isolado por portões, outrora um campo do Exército, pichações dizem “Ninguém é ilegal”.

Em março a UE e a Turquia firmaram um acordo para fechar uma rota usada no ano passado por centenas de milhares de imigrantes, a maior parte fugindo de zonas de conflito.

Em troca, o bloco irá receber milhares de refugiados sírios diretamente da Turquia e recompensá-la com auxílio financeiro, liberação de viagens sem exigência de visto e avanços nas negociações da filiação de Ancara à UE.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *