Últimas

Jon Jones acusa de racismo policial que o multou por suposto racha

O lutador Jon Jones usou as redes sociais para acusar o policial Jason Brown, que o parou no mês passado e o multou cinco vezes em Albuquerque, de ser racista. Em seu Instagram, o atleta publicou um vídeo de uma reportagem de TV que alega que Brown já foi denunciado antes por um suposto comportamento discriminatório.

“O oficial Brown está nas notícias em Albuquerque depois que repórteres descobriram quantas vezes ele já se envolveu em problemas por discriminação racial no passado”, escreveu Jones. “Não estou surpreso sobre essa descoberta após a discussão que tive com ele”.

Na ocasião, Brown aplicou cinco multas em Jones – uma delas, por tirar rachas – enquanto o lutador, revoltado, discutia com o policial, chamando-o de “mentiroso” e “porco”. Jones alegou que estava apenas acelerando o carro para fazer graça para alguns fãs na rua.

“Vê-lo ali, olhando nos meus olhos e me acusando de fazer coisas que eu e ele sabíamos que eu não tinha feito, me deixou decepcionado. Eu me senti impotente. Agora é fácil para mim entender por que tantas pessoas têm ressentimento da polícia”, continuou Jones, que disse que queria ser policial na juventude.

“Ainda bem que eu não vou deixar uma pessoa arruinar minha visão sobre todo um grupo. Estou contente que as pessoas finalmente estão jogando luz sobre com quem eu estava lidando naquela noite”, concluiu.

Segundo o site TMZ Sports, o departamento de polícia de Albuquerque negou que Brown tenha um histórico de discriminação racial em suas ocorrências.

Jon Jones voltará ao octógono no UFC 197, em 23 de abril, em Las Vegas, contra Ovince St. Preux. Ele enfrentaria o campeão dos meio-pesados, Daniel Cormier, mas o detentor do cinturão se lesionou de última hora.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *