Últimas

José de Abreu cospe em casal "coxinha": "Fui chamado de ladrão"

O ator José de Abreu afirmou ter sido ofendido por um casal “coxinha” e respondeu cuspindo no rosto deles, na noite desta sexta-feira (22), durante um jantar em São Paulo. O global, defensor do PT e da presidente Dilma Rousseff, escreveu no Twitter ter sofrido “agressão gratuita” durante 30 minutos enquanto jantava em um restaurante japonês ao lado de sua mulher. O casal foi chamado por José de Abreu de “coxinha” (apelido para quem é contrário à ideologia de esquerda), “fujão”, “covarde” e “fascista”.

Ao UOL, José de Abreu confirma a briga e o cuspe. O ator, recém-chegado do Japão, veio a São Paulo para participar do “Domingão do Faustão”, neste final de semana. Segundo ele, o casal o chamou de “ladrão” e sua mulher, Priscila Pettit, de “vagabunda”. Ele ameaçou chamar a polícia, porém voltou atrás em consideração ao amigo, dono do restaurante.

“Ele estava sentado na mesa do lado, ficou meia hora incomodando a minha mulher e ela não queria me dizer, chamando-a de ‘ladra, vagabunda da lei Rouanet’. Minha mulher nunca fez nada com a lei Rouanet, estuda Cinema, está começando uma carreira, é advogada, não tem nada a ver com lei Rouanet, nunca usou na vida. Depois ele falou: ‘É muito fácil comer em um restaurante japonês com o dinheiro do povo brasileiro, petista ladrão’. ‘Você está maluco, moleque? Do que você está falando?’ Ele começou a me chamar de ‘ladrão’ e eu chamei o gerente, meu amigo: ‘Esse cara está me importunando, é um louco’. Ele começou a dizer que eu era ‘ladrão da lei Rouanet’ e cuspi na cara dele. A mulher dele falou que minha mulher era ‘ladra da lei Rouanet’ e cuspi na cara dela também. ‘Falei: ‘Vai reagir? Vem me bater, vem! Faça alguma coisa, covarde fascista!’ Ele não fez nada. As pessoas estão loucas. Nunca me aconteceu isso, todo mundo no restaurante me defendeu, me levaram para fora porque fiquei muito nervoso. É f… Como ele chama um cara de 70 anos de ‘ladrão’ e minha mulher de ‘vagabunda’? Eu sou um cidadão brasileiro, pagador de impostos, trabalho desde os 14 anos, meu único rendimento é a Globo. Fiz uma lei Rouanet no neu nome na minha vida. Poderia fazer quantas quisesse, mas não faço, vivo da Globo. É um absurdo isso”, desabafa.

No domingo, durante a votação da admissibilidade do impeachment da presidente Dilma, os deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) trocaram cusparadas no Congresso Nacional. Internautas reprovaram a atitude de José de Abreu.

Leia abaixo o desabafo do ator no Twitter:

“Acabei de ser ofendido num restaurante paulista. Cuspi na cara do coxinha e da mulher dele! Não reagiu! Covarde. Advogado carioca… O covarde perdeu a linha, deve ter cagado nas calças. Cuspi na sua cara, na cara da mulher dele e ele não reagiu. Covardes fascistas. Adorei o entrevero com o coxinha. Fujão covarde levou uma cusparada na cara e a mulher levou outra. Fascistas são tratados assim. Fascistas são tratados assim: com cuspe na cara! Dele e da mulher. Agressão gratuita sem o menor motivo! ‘Vota no PT e vem comer no japonês!’ Babaca idiota! Cusparada na cara. Durante meia hora ofenderam minha esposa e ela não me disse nada. Na hora de ir embora ele se levantou e começou a discursar. Cuspi na cara! A mulher falou Rouanet e levou outra cusparada. Reagiram? Nada. Covardes devem ser tratados assim. Chamei o fascista de covarde e ele não reagiu. Talvez esperasse a cumplicidade dos frequentadores. Nem a mulher ele defendeu. Só não chamei a polícia em respeito ao dono e ao chefe de cozinha do restaurante que são meus considerados…”

Acabei de ser ofendido num restaurante paulista. Cuspi na cara do coxinha e da mulher dele! Não reagiu! Covarde. Advogado carioca…

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

O covarde perdeu a linha, deve ter cagado nas calças. Cuspi na sua cara, na cara da mulher dele e ele não reagiu. Covardes fascistas.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Adorei o entrevero com o coxinha. Fujão covarde levou uma cusparada na cara e a mulher levou outra. Fascistas são tratados assim.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Fascistas são tratados assim: com cuspe na cara! Dele e da mulher.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Agressão gratuita sem o menor motivo! “Vota no PT e vem comer no japonês!” Babaca idiota! Cusparada na cara.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Durante meia hora ofenderam minha esposa e ela não me disse nada. Na hora de ir embora ele se levantou e começou a discursar. Cuspi na cara!

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

A mulher falou Rouanet e levou outra cusparada. Reagiram? Nada. Covardes devem ser tratados assim.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Chamei o fascista de covarde e ele n reagiu. Talvez esperasse a cumplicidade dos frequentadores. Nem a mulher ele defendeu.

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Só não chamei a polícia em respeito ao dono e ao chefe de cozinha do restaurante que são meus considerados…

— Jose de Abreu (@zehdeabreu) 23 de abril de 2016

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *