Últimas

Jovair diz que maioria da comissão o elegeu para relatar processo do impeachment

O relator do processo do impeachment na Câmara, deputado Joavair Arantes (PTB-GO), rebateu nesta sexta-feira as acusações do líder do PT, Afonso Florence (BA),  e do vice-líder do partido, Paulo Teixeira, de que ele foi indicado pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para relatar o processo.

“Quero dizer que tive 62 dos 65 votos na comissão especial (do impeachment). Os outros três deputados não votaram contra mim, mas se abstiveram”, lembrou.

Quanto ao rito adotado, Arantes esclareceu que está seguindo à risca o que determinou o Supremo Tribunal Federal (STF).

O relator comemorou a decisão da Corte, que, em sessão que terminou na madrugada de hoje, confirmou as regras divulgadas por ele e pelo presidente da comissão especial do impeachment ,Rogério Rosso ( PSD-DF).

“Ontem, o STF confirmou na integralidade todo o trabalho que eu e o deputado Rosso fizemos na comissão do impeachment”, acrescentou.

Sobre a votação do relatório no domingo, Jovair Arantes fez uma provocação. “ Vamos ver quem está com a razão”, afirmou o relator antes da abertura da segunda sessão do dia no plenário, que registrou a presença de 459 dos 513 deputados.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *