Últimas

Juiz de Los Angeles admite processo por abuso sexual contra Bill Cosby

Los Angeles (EUA), 26 abr (EFE).- Um tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, aceitou nesta terça-feira a denúncia de uma mulher que acusa o ator Bill Cosby de ter abusado sexualmente dela quando tinha 15 anos, informou o jornal “Los Angeles Times”.

O juiz Craig Karlan do Tribunal Superior de Los Angeles rejeitou o pedido de Cosby de desprezar a denúncia, por isso o caso irá a julgamento.

A litigante é Judy Huth, uma mulher que assegura que Cosby lhe deu álcool e abusou sexualmente dela em 1974, quando era uma adolescente, na mansão da Playboy.

A ação reivindica uma indenização por agressão sexual e por provocar estresse emocional devido a uma conduta intencional e negligente, mas este último argumento foi parcialmente desestimado pelo juiz Karlan.

A advogada da litigante, Gloria Allred, explicou a decisão do juiz e disse que “do ponto de vista do tribunal, se o senhor Cosby fez o que a senhora Huth alega, então sua conduta foi intencional e, portanto, não negligente”.

Os advogados de Cosby queriam que a ação de Huth contra do famoso comediante fosse rejeitada por supostos erros judiciais no procedimento.

Este é o segundo revés judicial contra o comediante na Califórnia, já que, no final de março, outro tribunal de Los Angeles admitiu uma denúncia da ex-modelo Janice Dickinson contra Cosby por difamação, depois que o comediante negou as acusações feitas por ela em 2014, de que teria sido abusada sexualmente por ele.

Mais de 50 mulheres afirmam que sofreram abusos de Cosby no passado. Em 2005, o comediante chegou a admitir sob juramento que adquiriu sedativos para administrá-los a mulheres com as quais queria manter relações sexuais.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *