Lily Allen chora ao falar de perseguidor e ameaças de morte

Lily Allen resolveu abrir seu coração em uma entrevista ao jornal The Guardian e comentou sobre ameaças que recebeu de um perseguidor durante sete anos de sua vida.

A cantora inglesa comentou que tudo começou em 2009, quando Alex Gray criou uma conta no Twitter chamada “Lily Allen RIP”, ou seja, Lily Allen descanse em paz, referindo-se a sua morte.

Alegando ser o autor da música The Fear, o homem chegou a mandar cartas para todos os lugares atrás dela.

“Ele deixava essas cartas na minha gravadora, no escritório do meu empresário, na loja da minha irmã, no meu apartamento”, contou.

A situação tomou outra proporção quando Lily, por descuido, deixou a porta dos fundos da sua casa destrancada e acordou na madrugada com um homem gritando em seu quarto, sendo ajudada por um amigo que dormia em um outro quarto.

“Fechei a porta mas esqueci de trancar. Me deitei e acordei no meio da madrugada com um homem em meu quarto me xingando aos gritos”, disse

Atualmente, Alex Gray está preso por roubo e assédio moral, mas a cantora revelou não se sentir segura com a iniciativa tomada pelas autoridades.

“Até que ele receba esse tratamento eu não estarei segura. Você até pode colocá-lo na cadeia, mas ele um dia irá sairá”, concluiu.

 

Ana Hickmann causa alvoroço em lançamento de joias
Miley Cyrus busca ser admirada como atriz por Liam Hemsworth
Blake Lively e Kristen Stewart atuam em comédia

[embedded content]

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *