Últimas

Lucro da Prada decepciona com queda demanda por artigos de luxo

(Bloomberg) — O lucro anual registrado pela Prada ficou abaixo das estimativas. A fabricante de bolsas Miu Miu e calçados Church teve dificuldades em se adaptar ao desaquecimento da demanda por artigos de luxo.

O lucro líquido caiu 27 por cento para 330,9 milhões de euros (US$ 376 milhões) no ano fiscal encerrado em janeiro, segundo comunicado divulgado pela empresa sediada em Milão. Foi o menor ganho em cinco anos. Analistas previam 348 milhões de euros, de acordo com a média das estimativas compiladas pela Bloomberg.

A Prada se tornou símbolo dos problemas da indústria de luxo. As vendas estão estagnadas há dois anos, prejudicadas pelo colapso da demanda na China, pelo dólar forte e por ataques terroristas na Europa. O diretor financeiro deixou o cargo em fevereiro, após mais de uma década na Prada. As ações perderam mais de 40 por cento no último ano. A cotação mais recente, de HK$ 25,65, é menor do que o preço estabelecido na abertura de capital em 2011, de HK$ 39,50.

O CEO Patrizio Bertelli reagiu reduzindo a expansão das lojas, cortando custos e anunciando planos de elevar preços na Europa. Os produtos da Prada perderam a atratividade e a empresa não tem acompanhado a evolução do mercado. A Prada gera menos de 1 por cento da receita online – ambiente no qual as vendas de itens de luxo crescem mais do que o dobro do mercado em geral.

A receita totalizou 3,55 bilhões de euros em 2015, segundo informação de 17 de fevereiro.

Título em inglês: Prada Profit Misses Analysts’ Estimates on Asian Luxury Slowdown

Para entrar em contato com o repórter: Andrew Roberts em Paris, aroberts36@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Patricia Xavier

©2016 Bloomberg L.P.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *