MasterChef Brasil: Participante Vitor não consegue entregar prato completo e é eliminado da competição

Competidor não conseguiu entregar o molho que era um dos elementos principais da prova de eliminação
Competidor não conseguiu entregar o molho que era um dos elementos principais da prova de eliminação

Nada de trabalhar com ingredientes sofisticados ou temperos exóticos, o grande desafio dos participantes do MasterChef, nessa terça-feira (19) foi usar alimentos que estão no dia a dia de milhares de famílias brasileiras e transformá-los em pratos que pudessem ser servidos em restaurantes de alta gastronomia. A caixa misteriosa, famosa por tirar a calma dos competidores, veio apenas com itens presentes na cesta básica. Arroz, feijão, fubá, macarrão, molho de tomate, sardinha e frango foram alguns dos poucos ingredientes que podiam ser utilizados nas receitas, que deviam contar principalmente com a criatividade dos cozinheiros.
 

A ausência de Erick Jacquin foi sentida pelo clima mais sério que marcou a edição, que não teve o alívio, geralmente cômico, dado pelo chef.  A primeira prova foi bem equilibrada, com alguns participantes conseguindo surpreender os jurados Henrique Fogaça e Paola Carosella mesmo com as opções limitadas.

Vencedora da prova da caixa misteriosa Raquel não conseguiu conquistar a imunidade que poderia ser utilizada em qualquer momento da competição. Fotos: Carlos Reinis/Band
Vencedora da prova da caixa misteriosa Raquel não conseguiu conquistar a imunidade que poderia ser utilizada em qualquer momento da competição. Fotos: Carlos Reinis/Band

A professora Bruna, que perdeu a prova em equipe na semana passada, foi um dos destaques positivos da prova com seu prato Jambalaya à brasileira. Ela mostrou-se confiante ao adaptar a receita norte-americana (que é uma versão da paella) e apresenta-la aos jurados. O Macarrão com frango empanado do PM Rodrigo também arrancou elogios de Fogaça e Paola.

Porém, o destaque do desafio ficou com os Bolinhos de arroz da empresária Raquel, que saiu mais uma vez vitoriosa das provas do programa. Os piores pratos ficaram com Leonardo, Tenente e Gleice, que apesar da desvantagem emocionou os jurados e os participantes com seu Feijão com arroz ao lembrar-se do irmão, falecido, “Era o prato que eu fazia para ele”, desabafou.

Gleice emocionou os jurados e os participantes ao lembrar do irmão falecido. "Era o prato que eu fazia para ele", desabafou
Gleice emocionou os jurados e os participantes ao lembrar do irmão falecido. “Era o prato que eu fazia para ele”, desabafou

As surpresas vieram na prova de eliminação. Os participantes tiveram uma verdadeira aula de culinária japonesa com o chef convidado Tsuyoshi Murakami, do restaurante Kinoshita. Eles tiveram que reproduzir um prato chamado Ebi tamago don (domburi de camarões e gema de ovo orgânico e molho teriyaki). Vencedora da primeira prova, Raquel ganhou a oportunidade de cozinhar lado a lado com o chef convidado e de concorrer a uma imunidade em qualquer momento da competição caso conseguisse cozinhar um prato melhor do que o original.
Para os outros as coisas não foram tão suaves. O molho do publicitário Vitor queimou e ele optou por entregar o prato sem o ingrediente. Tenente e o português Nuno também tiveram problemas com o ponto dos molhos. Na hora de experimentar o primeiro prato apresentado para os jurados foi o de Raquel, que conseguiu não conquistar a imunidade, mas foi bastante elogiada pelos chefs. Os destaques ficaram com Gleice, Lee e Aluísio, escolhido como o melhor da prova.

Na reta final o teriyaki foi o grande carrasco dos participantes. A falta do molho no prato de Vitor e o caramelo entregue pelo português Nuno foram motivos cruciais na hora da escolha da eliminação. Vitor não conseguiu acertar o molho, que era uma das estrelas do prato e acabou acertando a porta do Masterchef Brasil, sendo o terceiro eliminado da competição. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *