Últimas

Meia argentino que superou câncer vence antigo clube na justiça

Londres, 14 abr (EFE).- O meia argentino Jonás Gutiérrez, atualmente no Deportivo La Coruña, venceu nesta quinta-feira o processo que moveu por discriminação contra o Newcastle, da Inglaterra, clube que defendeu enre 2008 e 2015.

O atleta, de 32 anos, garantiu que foi discriminado durante o período em que lutou contra um câncer nos testículos, que foi diagnosticado em dezembro de 2013.

“Durante a quimioterapia, nem o técnico, Alan Pardew, nem nenhum diretor do clube, entrou em contato comigo, para ver como eu estava. Foi extremamente decepcionante, após tudo o que eu tinha feito pelo clube”, explicou o meia para o juiz do caso.

Jonás Gutiérrez ainda acusou o comandante da equipe de não colocá-lo em campo, depois da recuperação total, já na temporada passada, para que não fosse alcançado o número mínimo de jogos que obrigariam o Newcastle a renovar seu contrato.

Pardew teve que se defender na audiência, garantiu que a preocupação era puramente esportiva e que não escalava o atleta pelo baixo número de gols anotados nos anos anteriores.

“Só tinha marcado três vezes na temporada 2010/2011, o que para um atacante, como ele, é muito menos do que o esperado”, afirmou o inglês.

Gutiérrez, que disputou a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, após não ter o contrato renovado com os ‘Magpies’, ficou seis meses sem clube, até acertar com o Deportivo La Coruña, que disputa a primeira divisão do Campeonato Espanhol.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *